Esportes Com VAR em ação, Chapecoense e América-MG empatam e seguem ameaçados pela queda

Com VAR em ação, Chapecoense e América-MG empatam e seguem ameaçados pela queda

Numa noite em que o VAR foi bastante utilizado, Chapecoense e América-MG empataram por 1 a 1 nesta segunda-feira, na Arena Condá, em Chapecó (SC), no encerramento da 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Anderson Leite e Rodolfo marcaram os dois gols na reta final da partida.

O empate não ajuda nenhum dos times na classificação. A Chapecoense segue na lanterna e agora exibe cinco pontos. São cinco empates, 11 derrotas e nenhuma vitória até agora. Já o América-MG é o 18º, com 15 pontos.

Durante os 90 minutos, o VAR entrou em ação em três oportunidades. Em duas acabou anulando e aplicando cartões vermelhos, enquanto em outro acabou anulando gol do América-MG. Mais uma arbitragem confusa e que gerou reclamações de ambos os times.

O América-MG levou um susto logo aos 12 minutos, quando Alan Ruschel deu carrinho perigoso em Geuvânio e recebeu o cartão vermelho direto. Contudo, o lance foi revisado pelo VAR e o árbitro cancelou a expulsão, aplicando apenas o amarelo ao lateral.

Com os times precisando da vitória, naturalmente surgiram os espaços nos sistemas defensivos. Aos 32, Ramon chutou forte e obrigou o goleiro Keiller a espalmar. A bola ficou viva na área, mas o zagueiro Kadu conseguiu afastar e evitar o gol do América-MG.

Só que a Chapecoense respondeu na mesma moeda. Aos 38, Fernandinho recebeu ótimo lançamento, passou por Eduardo Bauermann e Patric e chutou para a defesa de Matheus Cavichiolli, que saiu reclamando da facilidade do adversário em finalizar ao gol.

No segundo tempo, o América-MG voltou um pouco melhor. Assim como no primeiro tempo, na etapa final o VAR voltou a aparecer. Aos 16, o árbitro Douglas Schwengber da Silva foi chamado pelo VAR para checar uma possível agressão do zagueiro Kadu, da Chapecoense, em Ramon. O árbitro viu braço intencional e expulsou o jogador, deixando o América-MG em vantagem numérica em campo.

Com um homem a mais, o time mineiro não demorou e balançou as redes aos 21 minutos, quando Ademir cobrou falta e Eduardo Bauermann desviou para o gol. O lance, porém, foi revisado pelo VAR e o gol anulado, pois o zagueiro estava em posição irregular.

Mesmo em desvantagem, a Chapecoense se manteve firme na defesa e, aos 41, encontrou seu gol. Após cruzamento da direita, Anderson Leite ganhou da marcação pelo alto e cabeceou na saída de Matheus Cavichioli.

Só que o América-MG, com um homem a mais, foi para o tudo ou nada e empatou aos 48. João Paulo foi para a linha de fundo e cruzou rasteiro para Rodolfo, no meio da marcação, completar para as redes e garantir o 1 a 1 no placar. Por sorte, os dois gols foram validados pelo VAR.

A Chapecoense volta a campo no sábado para enfrentar o Atlético-GO, às 17 horas, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO). Já o América-MG jogará na outra segunda-feira, quando receberá o Red Bull Bragantino, às 20 horas, no Independência, em Belo Horizonte (MG).

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 1 x 1 AMÉRICA-MG

CHAPECOENSE - Keiller; Matheus Ribeiro, Jordan, Kadu e Busanello; Alan Santos, Anderson Leite, Geuvânio (Moisés Ribeiro) e Denner (Felipe Baxola, depois Mike); Fernandinho (Bruno Silva) e Anselmo Ramon (Joílson). Técnico: Pintado.

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Ramon; Patric, Alê (Geovane), Ademir e Alan Ruschel (João Paulo); Felipe Azevedo (Juninho), Chrigor (Rodolfo) e Fabrício (Isaque). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Anderson Leite, aos 41, e Rodolfo, aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Kadu (Chapecoense); Alan Ruschel (América-MG).

CARTÃO VERMELHO - Kadu (Chapecoense)

ÁRBITRO - Douglas Schwengber da Silva (RS).

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).

Últimas