Esportes Com média de mais de 30 pontos por jogo, Curry diz que merece ser o MVP da NBA

Com média de mais de 30 pontos por jogo, Curry diz que merece ser o MVP da NBA

O astro Stephen Curry, do Golden State Warriors, não foi nem um pouco modesto na sua opinião sobre quem será o MVP (jogador mais valioso) da temporada 2020/2021 da NBA. Perguntado sobre o assunto, o armador disse que ele deveria levar para casa o prêmio, em uma prévia divulgada em sua entrevista no programa de TV Rex Chapman Show, nos Estados Unidos.

"Quer dizer, eu tenho que ser (MVP). Eu tenho que ser", afirmou Curry. "Eu provavelmente não vou entender (se não ganhar o prêmio), mas tanto faz".

Nesta temporada, Curry está liderando a liga com 31,4 pontos de média por jogo. Ele tem ainda médias de 5,9 assistências e 5,5 rebotes por confronto, enquanto que o seu aproveitamento nos arremessos de três pontos é de 43,1% e 92,2% na linha de lance livre.

Para ilustrar melhor a fase espetacular do astro, o jogador de 33 anos, que já ganhou dois prêmios de MVP da NBA, marcou pelo menos 40 pontos em quatro das últimas cinco partidas e teve uma média de 40,8 pontos por jogo neste mês. Ele acertou 54,9% nos arremessos de quadra e 50,3% do perímetro em abril.

Já em relação ao time, Curry guiou e colocou os Warriors na disputa por uma vaga nos playoffs, após a franquia terminar com a pior campanha da liga na temporada passada.

No entanto, apesar das suas atuações brilhantes, o armador tem concorrentes de peso na "briga" pelo prêmio de MVP como o pivô sérvio Nikola Jokic, do Denver Nuggets, o também pivô camaronês Joel Embiid, do Philadelphia 76ers, e o ala-pivô grego Giannis Antetokounmpo, do Milwaukee Bucks, este o vencedor das duas últimas edições de melhor jogador.

Principal favorito ao MVP até aqui, Jokic vive um ano excelente com médias de 26,4 pontos, 11,1 rebotes e 8,8 assistências por duelo, levando os Nuggets ao quarto melhor retrospecto da Conferência Oeste.

Caso queira desbancar o sérvio, Curry terá que continuar com o seu ritmo frenético para sonhar com a sua terceira conquista da honraria mais desejada pelos jogadores da maior liga de basquete do mundo.

Últimas