Esportes Com mais 26 contaminados, Jogos de Tóquio chegam a 436 casos de covid-19

Com mais 26 contaminados, Jogos de Tóquio chegam a 436 casos de covid-19

O Comitê Olímpico Internacional (COI) registrou, em boletim divulgado neste domingo, mais 26 casos de covid-19 entre pessoas envolvidas com os Jogos Olímpicos de Tóquio. Com isso, o total de contaminados registrado desde o dia 1º de julho, quando a organização iniciou a contagem, é de 436 pessoas.

A nova atualização não traz nenhum novo atleta infectado, portanto este é o terceiro dia consecutivo sem casos confirmados sem competidores. Antes desse período, o COI havia contabilizado 33 atletas contaminados, inclusive nomes como o norte-americano Sam Kendricks, que era um dos favoritos no salto com vara, e o tenista duplista holandês Jean-Julien Rojer, entre outros.

Do total de novos contaminados, 19 são residentes do Japão e sete moram em outros países. Nenhum deles estava hospedado na Vila Olímpica. A lista tem voluntários, profissionais da imprensa e funcionários de diferentes áreas que atuam na organização dos Jogos Olímpicos.

Agora perto do fim, com o encerramento dos Jogos neste domingo, o evento inteiro foi realizado diante de um cenário de muita preocupação, pois o Japão vive uma crescente nos casos de covid-19, com recordes de registros sendo batidos diariamente. Na última sexta-feira, o país ultrapassou a marca de 1 milhão de casos confirmados. "Precisamos levar em conta as condições locais. Cada região pode adotar sua própria medida", disse o primeiro-ministro Yoshihide Suga quando a marca foi atingida.

Mais de uma vez, o COI se manifestou para dizer que não há dados que apontem relação entre o aumento de casos no Japão e a Olimpíada. Os jogos e provas foram realizados sem a presença de público e punições foram adotadas contra pessoas que violaram as diretrizes de proteção. Segundo Hidemassa Nakamura, chefe do principal centro de operações de Tóquio, pelo menos 16 indivíduos tiveram o credenciamento revogado durante o sábado.

Últimas