Esportes Com cobranças de pênaltis, seleção faz último treinamento antes da final olímpica

Com cobranças de pênaltis, seleção faz último treinamento antes da final olímpica

Tudo pronto para ir em busca da medalha de ouro. Nesta sexta-feira, a seleção brasileira de futebol masculino fez o seu último treino antes da final dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. No Hodogaya Park Soccer Field, em Yokohama, o técnico André Jardine comandou uma atividade projetando o confronto com a Espanha, que decide o título olímpico.

Entre exercícios táticos e técnicos, a seleção fez ajustes simulando situações de jogo para o duelo com os espanhóis. Os jogadores também fizeram trabalhos específicos de bola parada e de cobranças de pênalti. O atacante Matheus Cunha foi novamente a campo e realizou o trabalho de aquecimento junto com o elenco. O camisa 9, no entanto, segue como dúvida para o jogo deste sábado.

"Tentamos otimizar nosso tempo ao máximo nesse intervalo antes do jogo contra a Espanha. Mas a prioridade foi recuperar os atletas. Neste último treino, buscamos ajustar alguns detalhes e pensar nas soluções para a equipe no caso da ausência do Cunha. Vai ser um grande jogo. A Espanha tem ótimos jogadores. Estamos preparados e muito orgulhosos da nossa trajetória na competição", comentou André Jardine.

Neste sábado, às 8h30 (de Brasília), no estádio Internacional de Yokohama, Brasil e Espanha decidem o torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Ambos buscam a segunda medalha de ouro de suas histórias, sendo que os dois ganharam quando jogaram em casa - os brasileiros em 2016, no Rio de Janeiro, e os espanhóis em 1992, em Barcelona.

Últimas