Coelho desconversa sobre chance de ser efetivado no Corinthians

Técnico interino desde a demissão de Tiago Nunes na última sexta-feira, Dyego Coelho desconversou sobre a chance de ser efetivado no comando do Corinthians. Ele é treinador da equipe sub-20 e subiu para o profissional até o presidente Andrés Sanchez contratar um novo técnico. Em dois jogos sob o comando de Coelho, o Corinthians perdeu por 2 a 1 para o Fluminense e venceu o Bahia por 3 a 2.

Questionado sobre uma possível efetivação, Coelho disse apenas que "está à disposição do clube". Na última terça, Andrés Sanchez afirmou que buscaria novo treinador e que Coelho é do sub-20, mas chegou a mudar de ideia sobre Tiago Nunes em três dias ao bancar o técnico e depois dispensá-lo.

"Tenho que fazer o meu trabalho, sou funcionário do clube e vou estar sempre à disposição para ajudar. Já foi combinado. Só quero fazer meu trabalho e passar confiança aos jogadores. Esse é o meu trabalho aqui dentro", afirmou Coelho.

O interino disse não estar preocupado com a possível permanência ou a volta para o sub-20. "Estou aqui para ajudar o clube. Eu deixei bem claro e ele já deixou claro. Só tenho que fazer meu trabalho e deixar as coisas acontecerem. Não me preocupar com isso. É assim que vamos no dia a dia".

Coelho comemorou a vitória sobre o Bahia. O Corinthians vinha em situação delicada, em uma sequência de três jogos sem ganhar, e com ameaças de torcedores no último domingo, no retorno do time a São Paulo.

"Temos que melhorar com trabalho, passando confiança, resgatar a parte defensiva que o Corinthians tinha. Não é do dia para noite que vai acontecer. É importante deixá-los mais leves com a vitória, curtir um pouquinho", disse Coelho.