Esportes Cobrança de falta ensaidada dá à Colômbia vitória sobre Equador na Copa América

Cobrança de falta ensaidada dá à Colômbia vitória sobre Equador na Copa América

FUT-COPAAMERICA-COL-EQU:Cobrança de falta ensaidada dá à Colômbia vitória sobre Equador na Copa América

Reuters - Esportes

CUIABÁ (Reuters) - A Colômbia estreou com vitória na Copa América ao bater o Equador por 1 x 0 no domingo, com o gol saindo em uma cobrança de falta ensaiada durante os treinamentos da equipe.

Edwin Cardona marcou aos 42 minutos do primeiro tempo quando iniciou e concluiu um movimento que incluiu toques na bola de mais dois companheiros de equipe.

Inicialmente o gol foi anulado por impedimento, mas a decisão foi revertida pelo árbitro de vídeo.

"A jogada do gol é algo em que os jogadores vêm trabalhando desde as eliminatórias para a Copa do Mundo", disse o técnico da Colômbia, Reinaldo Rueda.

O Equador teve o melhor desempenho no segundo tempo, mas não conseguiu o gol, apesar da pressão, e agora ocupa a última posição do Grupo B da Copa América ao lado da Venezuela, que perdeu de 3 x 0 para o anfitrião Brasil na partida que abriu o torneio também no domingo.

Rueda reconheceu que sua equipe não esteve na melhor forma, mas elogiou os jogadores por seu comprometimento e disse que eles administraram o jogo "de forma intelgente".

"O Equador não nos deixou jogar o jogo que poderíamos ter jogado", disse Rueda. "O comprometimento que a equipe demonstrou foi inestimável."

O Equador derrotou a Colômbia por 6 x 1 na eliminatória para a Copa do Mundo em novembro, mas na partida de domingo ficou claro desde o início que não seriam marcados tantos gols, pois as oportunidades foram poucas e distribuídas entre os dois times.

O resultado implicou na terceira derrota seguida do Equador, enquanto a Colômbia tem uma invencibilidade de três jogos desde que Rueda assumiu a equipe.

A próxima partida das duas equipes será contra a Venezuela, com o a Colómbia enfrentando-os no dia 17 de junho em Goiânia e o Equador no dia 20 de junho no Rio de Janeiro.

(Reportagem de Andrew Downie)

Últimas