Clubes receberão menos verba pela transmissão do Brasileirão

Enquanto tentam amenizar prejuízo financeiro, dirigentes aceitam proposta da Globo de redução dos valores pagos nos próximos meses

Brasileiro deveria começar em maio

Brasileiro deveria começar em maio

Miguel Schincariol/Estadão Conteúdo

Após dias de negociação, os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro não conseguiram alterar os valores oferecidos pela Rede Globo em relação aos valores pagos pela transmissão nos três próximos meses.

Sem data para o início da competição, a emissora propôs repassar aos clubes parcelas de R$ 396.768,75 em abril, maio e junho. Os clubes fizeram uma contraproposta e receberão R$ 449,6 mil pelo mês de abril, mas as parcelas de maio e junho serão reduzidas para RS 337,2 mil. Já para a partir de julho, a quantia subirá para R$ 1.124.178,13.

Leia mais: Para reduzir folha salarial, Flamengo demitirá cerca de 60 funcionários

Apesar da diminuição dos valores nesses três meses, o valor total pago pela emissora aos clubes, que é de R$ 600 milhões por ano, não será alterado.

Os valores e pagamentos previstos para o Pay-Per-View seguem com os números acordados nos contratos. No entanto, o corte final da operação anual deve cair em até 40%.

Eles são 'velhinhos', mas ainda valem muito dinheiro no futebol