Esportes Clubes dizem que Copa do Mundo bienal teria "impacto destruidor"

Clubes dizem que Copa do Mundo bienal teria "impacto destruidor"

FUTEBOL-FIFA-MUNDIAL-CLUBES:Clubes dizem que Copa do Mundo bienal teria "impacto destruidor"

Reuters - Esportes

Por Simon Evans

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - Os planos da Fifa para uma Copa do Mundo bienal teriam um "impacto direto e destruidor no futebol de clubes", disse a principal organização de times da Europa nesta sexta-feira.

A Associação Europeia de Clubes (ECA) disse que a abordagem da Fifa para as reformas do calendário internacional de partidas é uma "violação direta e unilateral de certas obrigações legais", fazendo coro à rejeição da Uefa, a entidade que governa o futebol europeu, às propostas.

A ECA, que representa 234 times europeus, não disse a quais obrigações se referia, mas a organização fez uma série de acordos com a Uefa e a Fifa no que diz respeito ao calendário.

"Os clubes de futebol sempre foram uma voz fundamental e respeitada para moldar o futuro do IMC (calendário internacional de partidas). Eles são o fundamento do futebol, sendo os impulsionadores das competições; o polo principal e o lar do desenvolvimento e investimento em jogadores; e o cerne dos torcedores e suas comunidades locais", disse a ECA.

"É por isso que o Memorando de Entendimento (MoU), que governa o relacionamento entre ECA e Fifa, coloca o IMC em seu centro. Este MoU entre os clubes e a Fifa foi acertado depois de negociações detalhadas e uma proposta conjunta sobre o IMC, além dos processos que governam o IMC", acrescentou a entidade.

A Fifa está realizando um estudo de viabilidade sobre a realização da Copa do Mundo a cada dois anos, uma mudança do ciclo atual de quatro anos, e não esconde seu desejo de adotar tal formato.

Arsène Wenger, ex-técnico do Arsenal e atual chefe de Desenvolvimento Global de Futebol da Fifa, disse neste mês que está "100% convencido" dos benefícios da mudança.

A ECA disse que está disposta a debater um calendário "modernizado", mas se queixa de uma falta de consulta da Fifa.

Últimas