Chelsea bate Liverpool, elimina o rival e avança às quartas da Copa da Inglaterra

Com uma atuação impecável, o Chelsea superou o Liverpool por 2 a 0, nesta terça-feira, no Stamford Bridge, e avançou às quartas de final da Copa da Inglaterra. O brasileiro Willian abriu o placar para o time de Londres no primeiro tempo e Barkley definiu o jogo na etapa final.

Líder do Campeonato Inglês com 22 pontos de folga para o Manchester City, o Liverpool sofreu sua segunda derrota consecutiva na temporada. A equipe do técnico Jurgen Klopp, que colocou em campo quase todos os titulares em Londres - Roberto Firmino e Mohamed Salah entraram no segundo tempo - havia perdido para o Watford por 3 a 0, no último domingo.

O primeiro tempo foi bastante movimentado no Stamford Bridge. O Liverpool teve um pouco mais de posse de bola (57%), mas o Chelsea foi mais efetivo. Foram onze finalizações da equipe do técnico Frank Lampard contra nove da de Klopp. O time de Londres foi para o intervalo com vantagem de 1 a 0.

O gol foi marcado por Willian, aos 13 minutos. O brasileiro aproveitou um passe errado do compatriota Fabinho na entrada da área para finalizar de pé direito. A bola foi na direção do goleiro Adrián, mas o espanhol falhou e colocou para dentro ao tentar defender.

O Chelsea voltou para o segundo tempo com suas peças mais recuadas e apostando em roubar uma bola para matar o jogo no contra-ataque. E tudo funcionou como planejou Lampard. Aos 19 minutos, Barkley arrancou em velocidade e, mesmo com Pedro livre pelo lado direito, finalizou no canto, sem chances para Adrián.

Dois minutos depois outra chance clara para o Chelsea. E novamente em um contra-ataque. O espanhol Pedro aproveitou desatenção de Gomez, disparou sozinho com o campo aberto, mas, diante do goleiro Adrián, parou no compatriota.

Com desvantagem de 2 a 0, Klopp colocou em campo dois jogadores considerados imprescindíveis para o Liverpool: Firmino e Salah. Não adiantou. O Chelsea continuou melhor e teve pelo menos mais duas chances para ampliar. Aos 32 minutos, Giroud recebeu na área e finalizou de pé esquerdo no travessão. Aos 39, Mason Mount chutou para fora, livre de marcação na área.