Ceará inicia treinos remotos nesta terça e vai monitorar elenco com questionários

A volta do elenco do Ceará aos treinos será de forma remota. Nesta segunda-feira, o clube definiu que diante da impossibilidade de realizar atividades no CT de Porangabuçu, em função das medidas de isolamento social, os jogadores vão treinar em suas residências, recebendo orientações de membros da comissão técnica do clube, a partir desta terça.

Nas atividades, o elenco seguirá as orientações de videoconferências ministradas pelo preparador físico Eduardo Balallai. Elas ocorrerão três vezes por semana, em geral aos sábados, terças e quinta-feiras. Nos outros dias, os jogadores deverão fazer atividades guiados por instruções dos arquivos de vídeo recebidos com exercícios preventivos individuais, além de outras opções de treinamentos.

"Eles estão há sete semanas sem atividade no clube. Nem no período de férias, eles ficam muito tempo inativos. A maioria dos atletas já tem hábitos de manter o treinamento nas férias. Neste período com baixas cargas de treino, é inevitável que o atleta perca massa muscular e algumas outras valências físicas. Estamos trabalhando para conseguir manter o condicionamento físico deles (atletas). A interação em grupo é muito importante neste momento. Esses treinos, mesmo em casa, nos ajudam com a prevenção de lesões depois que retornarem à rotina normal no clube", afirmou o fisiologista Giovanni Ramirez.

As orientações sobre a nova rotina de trabalhos foram passadas em reunião online, nesta segunda-feira. Além disso, os atletas responderão questionários diários, em relação aos treinos e sobre eventuais sintomas da covid-19. Isso será importante para balizar trabalhos de fisioterapia e indicações de nutrição.

"Eles gostaram muito dessa sugestão de treinos. Estão todos se esforçando muito e entendendo esse momento delicado que o futebol mundial está passando", enalteceu Jorge Macedo, executivo de futebol do Ceará.