Esportes Castigado por lesões, Del Potro se aproxima da aposentadoria no tênis

Castigado por lesões, Del Potro se aproxima da aposentadoria no tênis

TENIS-DELPOTRO-CARREIRA:Castigado por lesões, Del Potro se aproxima da aposentadoria no tênis

Reuters - Esportes

Por Ramiro Scandolo

BUENOS AIRES (Reuters) - O tenista argentino Juan Martín Del Potro está considerando se aposentar do esporte em breve, dizendo que as lesões recorrentes têm atrapalhado sua carreira e agora dois torneios, um na Argentina e outro no Brasil, neste mês serão "possivelmente" os últimos que ele disputará profissionalmente.

"Esta é uma das mensagens mais difíceis que já tive que enfrentar e comunicar", disse o jogador de 33 anos a repórteres em Buenos Aires no sábado.

"Todo mundo sabe e espera que eu volte. Possivelmente não será assim e será mais uma despedida do que um retorno."

O ex-número três do mundo jogou pela última vez uma partida do circuito profissional de tênis em junho de 2019 no complexo de Queens, em Londres. Ele machucou o joelho e vem encontrando dificuldade para recuperar a forma física desde então.

"O joelho tem sido um pesadelo", disse o tenista de 1,80m, cuja principal característica é o jogo de fundo de quadra. "Eu venho tentando alternativas e maneiras de resolver essa questão há anos e hoje eu simplesmente não consigo mais lidar com isso", disse ele. "Eu nunca imaginei me aposentar do tênis em qualquer lugar que não fosse na quadra."

Del Potro ganhou 22 troféus no circuito ATP desde que se tornou profissional em 2005, incluindo o US Open de 2009, seu único título de Grand Slam.

Ele recebeu convites para entrar nas chaves principais do Aberto da Argentina e do Aberto do Rio de Janeiro, que acontecem este mês. Del Potro enfrentará o compatriota Federico Delbonis em sua primeira partida em Buenos Aires na terça-feira.

Já o Aberto do Rio de Janeiro começa em 12 de fevereiro.

Últimas