Esportes Casas de Marquinhos e de Di Maria são assaltadas durante jogo do PSG

Casas de Marquinhos e de Di Maria são assaltadas durante jogo do PSG

As casas do zagueiro brasileiro Marquinhos e do meia argentino Ángel di María, ambos do Paris Saint-Germain, foram assaltadas na tarde deste domingo enquanto os jogadores estavam em campo no confronto da equipe parisiense com o Nantes em rodada do Campeonato Francês. Familiares dos jogadores estavam presentes nas residências, segundo veículos franceses como os jornais L'Équipe e Le Parisien e a rádio RMC Sports.

De acordo com a RMC Sports, a ação foi violenta, mas, felizmente, todos estão bem. Marquinhos ficou em campo durante todo o jogo, sem a informação do que estava acontecendo.

A situação foi diferente para Di María. O meia argentino saiu aos 16 minutos do segundo tempo, pouco após o brasileiro Leonardo, dirigente do PSG, receber uma ligação. Após tirar o jogador de campo, o técnico Maurício Pochettino conversou com ele e Di María saiu às pressas do estádio.

A correria seria justificada pela informação de que os criminosos também estariam agindo com violência. De acordo com a RMC Sports, a esposa de Di María, Jorgelina, e as duas filhas estavam na casa quando houve a invasão. O conteúdo de um cofre teria sido levado.

Na entrevista coletiva, Pochettino não mencionou diretamente os casos, mas deu a entender que assuntos extracampo afetaram a equipe. "Situações fora do futebol devem ser levadas em conta. Os jogadores são, como nós, desapontados pela derrota. Mas há situações que deixam o grupo unido na derrota e também em coisas que vão além do esporte. Não é desculpa, mas houve uma queda de energia no time. É normal. Conversamos depois do jogo, mas não de futebol. De outras coisas", comentou o técnico.

A situação de assaltos durante os jogos não é novidade para nenhum dos dois jogadores. Di Maria passou por trauma parecido em 2015, quando jogava pelo Manchester United. Marquinhos havia sido roubado em janeiro de 2020.

Outros jogadores do PSG também já sofreram com os assaltos. Entre os que já deixaram o clube, o lateral-direito Daniel Alves, atualmente no São Paulo, o zagueiro Thiago Silva, hoje no Chelsea, e o atacante Choupo-Moting, que está no Bayern de Munique. Entre os que ainda jogam pelo time francês, o goleiro Sergio Rico e o atacante Icardi já foram vítimas de roubos em suas residências.

Últimas