Esportes Campeão do mundo com Inglaterra teve lesão cerebral por cabecear bola, diz médico

Campeão do mundo com Inglaterra teve lesão cerebral por cabecear bola, diz médico

FUT-CABECEIO-LESAOCEREBRAL:Campeão do mundo com Inglaterra teve lesão cerebral por cabecear bola, diz médico

Reuters - Esportes

(Reuters) - Um médico que analisa possíveis ligações entre a prática de futebol e a demência disse que o meio-campista vencedor da Copa do Mundo com a Inglaterra Nobby Stiles, que morreu aos 78 anos em outubro, sofreu graves danos cerebrais por cabecear repetidamente a bola.

Stiles, campeão mundial em 1966, foi diagnosticado com demência, assim como vários de seus companheiros de equipe, incluindo Jack e Bobby Charlton.

A família de Stiles afirmou que doou seu cérebro para um estudo liderado pelo neuropatologista Willie Stewart.

"Ele nos disse que o dano ao cérebro do meu pai foi muito grave e só poderia ser explicado por ele cabecear a bola durante o período de sua carreira", disse o filho de Stiles, John, ao Daily Mail.

"Isso confirmou o que ele acreditava por muito tempo."

Stewart disse que "impactos na cabeça" foram os únicos fatores de risco reconhecidos no tipo de dano que Stiles sofreu.

"Com Nobby, não há histórico registrado de contusão cerebral ou concussão", declarou ele ao jornal. "Por isso, sugerimos que o risco dele veio de cabecear a bola."

"Embora ele possa ter cabeceado a bola um certo número de vezes em uma partida, como muitos outros, ele estava sujeito a inúmeros impactos nos treinamentos. Cada impacto pode ter causado danos."

A Professional Footballers Association (PFA) convocou clubes, ligas e o órgão dirigente do futebol inglês para desenvolver uma estratégia para monitorar e adaptar o treinamento, e também criar técnicas para proteger a saúde dos jogadores a longo prazo.

(Reportagem de Arvind Sriram em Bengaluru)

Últimas