Esportes Calleri pede desculpas a torcedor palmeirense após quebrar seu celular

Calleri pede desculpas a torcedor palmeirense após quebrar seu celular

O atacante Jonathan Calleri, do São Paulo, veio às redes sociais nesta segunda-feira se desculpar pelo acontecido após a final do Campeonato Paulista, no domingo, no Allianz Parque. O jogador argentino quebrou o celular de Felipe Goto, atleta das categorias de base e torcedor do Palmeiras, na saída do estádio.

"Sobre o que aconteceu no estádio ontem, gostaria de enviar o meu sincero pedido de desculpas ao garoto. Foi um momento em que estava de cabeça quente e que não deveria ter acontecido. Me coloco à disposição para reparar o dano causado ao aparelho celular", escreveu Calleri em seu perfil no Instagram.

O caso ocorreu no estacionamento, logo após a derrota do São Paulo para o Palmeiras por 4 a 0, na final do Paulistão. Em vídeo, Calleri aparece dando um tapa na mão do garoto, que gravava a saída dos jogadores são-paulinos pelo estacionamento do Allianz Parque. Após a agressão, o celular do jovem veio imediatamente ao chão e foi resgatado por Marquinhos, atleta do São Paulo.

No vídeo gravado por Felipe Goto, o jovem atleta não dirige a palavra em nenhum momento aos jogadores do São Paulo, que passavam ao seu lado no estacionamento. Antes do momento, o palmeirense aparece encostado em uma pilastra, ao lado de outros torcedores alviverdes.

Em nota, a agência que administra a carreira de Felipe Goto, a F3 Sports, afirmou que o aparelho usado por Felipe Goto sofreu danos após a atitude de Calleri. "Ele (Felipe Goto) vê o seu celular sendo arremessado pelo atacante são-paulino no chão, causando danos ao aparelho e indo contra tudo aquilo que o futebol preza", concluiu.

Últimas