Brasileiros em Portugal se mostram confiantes em retorno do futebol no país

Em meio aos planos de retorno ao futebol, elaborados pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), o treinador brasileiro Armando Santos, que treina o Mirandela, da terceira divisão do futebol português, acredita que o planejamento foi bem elaborado e está confiante com a volta das competições.

"Torço muito para que isso (volta do futebol) corra bem. Acredito que seja uma luz no fim do túnel. Se as coisas ocorrerem da forma correta, todos nós teremos esperança que em breve o futebol poderá regressar, mesmo que não tenhamos todas as soluções definitivas em relação à covid-19 em mãos. Com muitas regras e muito cuidado, será possível regressar", explicou Santos, em entrevista ao Estado.

O treinador afirmou que a retomada das sessões de treinamento não é uma garantia de que o futebol português irá voltar, embora tenha deixado claro que não enxerga motivos para o impedimento do retorno.

"Partindo do princípio que, no futebol, a maioria dos atletas estão bem de saúde, possuem a possibilidade de realizar testes com frequência, podem ficar confinados em regime de concentração e ir somente aos jogos, acredito que o plano dará certo", declarou o técnico. "Mas, já que abriram outros serviços, que são ainda mais perigosos que o futebol, como por exemplo, um vendedor do pequeno comércio, por que não retomar o futebol, onde todos estão sob vigilância?", questionou.

Na última terça-feira, a Liga, organizadora das competições portuguesas, decretou o encerramento da segunda divisão nacional. Apesar de não haver um campeão, Nacional e Farense, conquistaram uma vaga na "Série A", enquanto Cova da Piedade e Casa Pia foram rebaixados.

CONFIANTE - O goleiro brasileiro Raphael Aflalo, que atua no Aves, da primeira divisão portuguesa, endossou o pensamento de Armando Santos. Para o jogador, que teve passagem pelas categorias de base do Corinthians, o projeto para o retorno do futebol em Portugal é eficaz e, se todos respeitarem as medidas de seguranças, os atletas voltarão a jogar em breve.

"Acho que se todos os clubes, os atletas, as comissões, todos os funcionários do clube e principalmente todos os torcedores respeitarem essas medidas de segurança feita pela Liga, teremos sim a volta do Campeonato Português", declarou o goleiro. "Agora, mais do que nunca, eu venho treinando muito forte e com um só objetivo, jogar e ajudar a manter o Aves na Primeira Liga. Acho que única coisa que passa pela minha cabeça é me preparar o máximo possível para que, se o mister precisar, estar pronto."