Esportes Brasil garante duas vagas no badminton e alcança 232 atletas na Olimpíada

Brasil garante duas vagas no badminton e alcança 232 atletas na Olimpíada

O Brasil terá dois representantes no badminton em Tóquio-2020. A Federação Mundial de Badminton (BWF, na sigla em inglês) confirmou que não fará alterações em seu ranking de atletas até 15 de junho - data de fechamento da lista -, o que garante as classificações de Ygor Coelho e Fabiana Silva para os Jogos Olímpicos.

Diante das confirmações, a delegação brasileira alcança o número de 232 atletas classificados para a Olimpíada. Os nomes de alguns deles ainda não foram definidos, uma vez que dependem de convocação. A cerimônia de abertura dos Jogos está agendada para o dia 23 de julho, enquanto que a de encerramento será em 8 de agosto.

Para determinar os nomes dos atletas que estarão em ação em Tóquio, a Federação Mundial de Badminton utiliza seu ranking. Como este não será mais modificado até a última data para o encerramento da elaboração das listas com os nomes que comporão as delegações, Ygor Coelho e Fabiana Silva conquistaram os postos.

Ygor Coelho já tem experiência olímpica. Esteve presente nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Foi eliminado ainda na fase de grupos ao ser derrotado pelo irlandês Scott Evas e pelo alemão Marc Zwiebler. É o primeiro brasileiro a figurar entre os 50 melhores do ranking da modalidade - atualmente ocupa a 46.ª posição. O carioca conquistou medalha de ouro no Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019.

Já Fabiana Silva, de 32 anos, vai encarar a sua primeira participação olímpica. Em 2016, integrou a equipe reserva do Brasil. Na ocasião, Lohaynny Vicente representou o País e também foi eliminada na primeira fase. No Pan de Lima, acabou derrotada nas quartas de final.

Últimas