Esportes Boschilia não teme cobrança e concorda com protesto da torcida do Internacional

Boschilia não teme cobrança e concorda com protesto da torcida do Internacional

Se antes do jogo o clima estava tenso com protesto da torcida, ele piorou no lado do Internacional após o empate sem gols com o Cuiabá por 0 a 0 na noite deste sábado, pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes da partida, a delegação foi alvo de protestos de um grupo de torcedores em frente ao hotel que serve de concentração ao clube. Os principais alvos da manifestação foram os jogadores Rodrigo Dourado e Thiago Galhardo.

A torcida jogou pipoca nos atletas e a Polícia Militar teve que fazer uma barreira na entrada dos atletas no ônibus. Na saída do veículo para o Beira-Rio, alguns rojões foram disparados em direção ao ônibus.

Após o jogo, o meia Boschilia minimizou o ocorrido e disse até concordar com o protesto. "A torcida está certa de cobrar a gente, porque não estamos tendo bons resultados. É trabalhar com essa pressão para reverter isso", apontou a saída.

Sobre o jogo, o atleta concordou que o time criou pouco e não esteve bem novamente. "Acho que alguns jogos a gente está criando, outros estão sendo muito abaixo, temos que assumir isso. Agora é trabalhar, única forma de reverter o momento e melhorar é trabalhar e tendo atuações melhores", reforçou a sua tese.

O empate deixou o Internacional na 14.ª colocação, com 15 pontos e confirma o péssimo desempenho do time gaúcho no Beira-Rio neste Brasileiro. Dos 21 pontos que disputou em casa, ganhou apenas seis. Em Porto Alegre, de sete jogos disputados, venceu apenas um (Juventude), empatou três (Sport e Ceará, além do Cuiabá) e perdeu três (Atlético-MG, Palmeiras, São Paulo).

A única coisa a se comemorar no Inter foi o retorno do atacante Paolo Guerrero. O centroavante não jogava desde o dia 26 de maio. Recuperado de uma artroscopia no joelho direito, ele entrou como titular e atuou durante todo o primeiro tempo. Mas, mostrando falta de ritmo, acabou substituído por Vinícius Mello.

Pela 15.ª rodada, o Internacional jogará no domingo (8) diante do Flamengo, no Maracanã. Nesta partida, não terá o lateral-esquerdo Moisés, expulso no final da partida contra o Cuiabá.

Últimas