Automobilismo Tuka Rocha passa por segunda cirurgia e segue em estado grave

Tuka Rocha passa por segunda cirurgia e segue em estado grave

Ex-piloto de Stock Car, que é um dos nove sobreviventes da queda de avião na Bahia, na última quinta-feira, foi transferido para o UTI de queimados

Atualmente, Tuka Rocha é professor de pilotagem de crianças

Atualmente, Tuka Rocha é professor de pilotagem de crianças

Reprodução Instagram

O ex-piloto, Tuka Rocha, de 36 anos, segue internado em estado grave no Hospital Geral do Estado, na Bahia. Sobrevivente da queda de um avião em Maraú, cidade baiana, na última quinta-feira (14), ele foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de queimados na sexta-feira e passou por mais um procedimento cirúrgico.

De acordo com a assessoria de imprensa, os médicos fizeram uma limpeza nas pernas e no tórax de Rocha. A grande preocupação sobre o estado de saúde dele segue sendo a condição pulmonar, já que ele inalou muita fumaça tóxica.

Tuka já passou por duas cirurgias. Horas após o acidente aéreo, ele passou por uma operação bem-sucedida, em que foi constatada que 80% do corpo do piloto estava queimado, mas as lesões eram superficiais.

Os familiares seguem em Salvador ao lado do sobrevivente e, mesmo sabendo da gravidade do caso, acreditam em sua recuperação. As 72 horas após o acidente seguem sendo cruciais para determinar a recuperação do paciente. 

Tuka Rocha foi piloto da Stock Car até o meio do ano passado. Além da principal categoria brasileira, o ex-piloto dirigiu na F3 Sul-Americana, WS Nissan, F3 Britânica, F3000 Euro, A1GP, Euro 3000, F3000 Italiana e Superliga.

Atualmente, ele tem uma escola de piloto para crianças e trabalha em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.