Automobilismo Toto Wolff quer colocar Mercedes na briga pelo título da F1 em 2024: 'Há luz no fim do túnel'

Toto Wolff quer colocar Mercedes na briga pelo título da F1 em 2024: 'Há luz no fim do túnel'

Chefe espera que o carro evolua durante a temporada de 2023, para que o 2º lugar no Mundial de Construtores seja garantido

Agência Estado - Esportes
Toto Wolff guiou a Mercedes em oito conquistas no Campeonato de Construtores

Toto Wolff guiou a Mercedes em oito conquistas no Campeonato de Construtores

Bernadett Szabo/Reuters - 22.07.2023

Toto Wolff sabe que a Mercedes não terá condições de brigar por vitórias na atual frustrante temporada de 2023. O diretor executivo da escuderia, contudo, ressalta a importância de terminar em segundo no Mundial de Construtores para chegar bem em 2024, ano no qual ele vê potencial para a equipe voltar à briga pelo título com a Red Bull.

Na avaliação do meio da temporada, o dirigente austríaco revelou que "alguns processos" no carro fizeram renascer a esperança para o próximo ano. "Nossa temporada realmente não começou bem no Bahrein, mas acho que nas últimas corridas conseguimos compreender o carro um pouco melhor", disse Wolff.

· Compartilhe esta notícia pelo Whatsapp
· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Com a Red Bull dominante em todas as provas, a Mercedes pretende fechar o ano no segundo lugar do Mundial de Construtores. Atualmente são 247 pontos, diante de 196 da Aston Martin e 191 da Ferrari. A McLaren vem mais distante. "A corrida pelo P2 é muito acirrada entre Aston Martin, Ferrari, McLaren e nós mesmos. Agora é realmente focar no que precisamos fazer para ganhar campeonatos novamente", afirmou, mais aliviado pela leve melhora no carro.

"Os pontos positivos são que vemos claramente algumas rotas de desenvolvimento que funcionam. Entendemos onde precisamos adicionar desempenho. Mas é um processo frustrante porque leva tempo para mudar fundamentalmente o carro, o conceito e a aerodinâmica. Mas definitivamente há luz no fim do túnel", previu.

Wolff ainda relevou o que a equipe pode e deve fazer para melhor com o carro. "As principais áreas de melhoria são apenas dar aos pilotos um carro mais confiável. É apenas para eles saberem que o carro estará estável quando entrarem na curva, o que não é o caso no momento."

A temporada volta daqui dois fins de semana, entre 25 e 27 de agosto, no GP da Holanda, mas Wolff acabou deixando escapar que a ansiedade é por ter um carro competitivo de verdade para o próximo ano. "As velas estão prontas para 2024", explicou. "Com o desenvolvimento do carro quase parado para este ano, acho bom porque podemos otimizar o carro atual sem olhar muito para atualizações. Vamos ver como podemos realmente colocá-lo em um ponto ideal e, ao mesmo tempo, obter mais compreensão para o próximo ano."

Avaliada em mais de R$ 15 bilhões, Ferrari é a equipe mais valiosa da Fórmula 1; veja ranking e valores

Últimas