Automobilismo Ryan Reynolds vira sócio de equipe da Fórmula 1 por R$ 1 bilhão

Ryan Reynolds vira sócio de equipe da Fórmula 1 por R$ 1 bilhão

Michael B. Jordan, estrela de Hollywood, também comprou participação na Alpine; Reynolds também é dono de um time de futebol

Agência Estado - Esportes
Ryan Reynolds interpreta o herói Deadpool nas telonas

Ryan Reynolds interpreta o herói Deadpool nas telonas

Reprodução Instagram @vancityreynolds

Depois do futebol, as estrelas de Hollywood Ryan Reynolds e Rob McElhenney estão voltando seus olhares para a Fórmula 1. A Alpine, equipe da categoria, assegurou um investimento de 218 milhões de dólares (cerca de R$ 1,04 bilhão) de um grupo que inclui os atores. A montadora é parte da Renault Group, que anunciou nesta segunda-feira (26) que os investidores compraram participação de 24% na equipe.

O grupo de investidores inclui Otro Capital, RedBird Capital Partners e Maximum Effort Investments, liderada por Reynolds. "A transação avalia a Alpine Racing Ltd. em cerca de 900 milhões de dólares após esse investimento", afirmou a equipe em comunicado. "Isso acelerará os planos de crescimento e as ambições esportivas da Alpine na Fórmula 1." O ator Michael B. Jordan também faz parte de outro grupo de investidores.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp
· Compartilhe esta notícia no Telegram

Reynolds e McElhenney concluíram a compra de milhões de dólares do time de futebol galês Wrexham, em novembro de 2020. O clube ganhou destaque global devido aos seus proprietários famosos e conquistou o acesso para a quarta divisão do futebol inglês na última temporada europeia.

Com os pilotos franceses Pierre Gasly e Esteban Ocon, a Alpine ocupa o quinto lugar no Mundial de Construtores. A equipe ficou em quarto lugar no campeonato no ano passado e tem enfrentado dificuldades em diminuir a diferença para Red Bull, Ferrari e Mercedes nesta temporada.

A Renault afirmou que os investidores possuem experiência na indústria esportiva, tendo trabalhado anteriormente com o Dallas Cowboys, o Fenway Sports Group, a NFL, o clube de futebol francês Toulouse e o Wrexham. A Renault também informou que a Alpine Racing SAS, entidade responsável pela fabricação de motores de Fórmula 1 na França, não faz parte da transação e continuará propriedade integral do Renault Group.

Ex-jogador da NFL perde 45kg em 40 dias com jejum a base de água e surpreende nas redes sociais

Últimas