Automobilismo Frank Williams, lenda da Fórmula 1, morre aos 79 anos

Frank Williams, lenda da Fórmula 1, morre aos 79 anos

Fundador da Williams, equipe vencedora de nove títulos de construtores e sete de pilotos, faleceu neste domingo (28)

  • Automobilismo | Do R7

Frank Williams, lenda da Fórmula 1, veio a falecer neste domingo (28), aos 79 anos

Frank Williams, lenda da Fórmula 1, veio a falecer neste domingo (28), aos 79 anos

Alexander Klein/AFP - 10.05.2013

Uma das grandes lendas da história da Fórmula 1, Frank Williams morreu neste domingo (28), aos 79 anos. O inglês, fundador da Williams, uma das maiores escuderias da F-1, faleceu cercado de familiares. A morte foi confirmada nas redes sociais da montadora. 

Desde a sua criação, a Williams conquistou nove títulos de construtores (1980, 1981, 1986, 1987, 1992, 1993, 1994, 1996 e 1997) e sete de pilotos, com Alan Jones (1980), Keke Rosberg (1982), Nelson Piquet (1987), Nigel Mansell (1992), Alain Prost (1993), Damon Hill (1996) e Jacques Villeneuve (1997). Além de Nelson Piquet, outro piloto brasileiro vestiu as cores da equipe inglesa: Ayrton Senna, em 1994.

Nas redes sociais, tanto o perfil oficial da montadora como o da Fórmula 1 prestaram suas homenagens a Frank Williams. "É com grande tristeza que, em nome da família Williams, a equipe confirma a morte de sir Frank Williams, fundador e ex-chefe de equipe da Williams Racing, aos 79 anos de idade. Uma declaração completa em nome da família Williams pode ser encontrada em nosso site." 

"Sentimos a mais imensa e profunda tristeza pelo falecimento de sir Frank Williams. Sua vida foi movida pela paixão pelo automobilismo; seu legado é incomensurável e fará parte da F1 para sempre. Conhecê-lo foi uma inspiração e um privilégio. Ele deixará muita, muita saudade", escreveu o perfil da Fórmula 1. 

Além de Piquet e Senna, outros quatro pilotos brasileiros tiveram passagem pela Williams. São eles: Antonio Pizzonia, de 2004 a 2005; Rubens Barrichello, figura conhecida dos brasileiros, de 2010 a 2011; Bruno Senna, em 2012; e Felipe Massa, de 2014 a 2017.

Bicampeão da Libertadores, Abel faz ainda mais história no Palmeiras

Últimas