Automobilismo Calor intenso faz FIA aprovar medida especial na Fórmula 1 devido a problemas no Catar

Calor intenso faz FIA aprovar medida especial na Fórmula 1 devido a problemas no Catar

Pilotos tiveram mal-estar, e Sargeant chegou a abandonar a corrida, por isso será colocado um duto extra de ar nos carros

  • Automobilismo | Do R7

Oscar Piastri após a corrida no Catar

Oscar Piastri após a corrida no Catar

Reprodução/Twitter @F1

O Conselho Mundial de Automobilismo da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) aprovou nesta quarta-feira (6) novas resoluções para a F1 em 2024. A principal delas é a inserção de uma "concha" de resfriamento nos carros — não há lugar específico —, para refrescar os pilotos em dias de calor extremo.

A medida acontece depois que os pilotos passaram por uma situação difícil no Catar, em outubro desse ano. Fernando Alonso sofreu queimaduras nas costas, enquanto Sargeant abandonou a prova com sintomas de desidratação severa e gripe.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Esteban Ocon chegou a vomitar no próprio capacete, entre as voltas 15 e 16. Todos os pilotos receberam atendimento médico depois da corrida. Além das dificuldades físicas, os carros também ficaram superaquecidos.

Por isso, o órgão tentará minimizar essa situação em 2024. "Estava beirando 40ºC lá fora. Foi bem extremo. Muitos pilotos com os quais falei depois do pódio estavam deitados no chão por aí", disse o vencedor da prova, Max Verstappen, após o GP.

As outras mudanças determinadas pela órgão foram:

• a limitação do número e da massa de determinados componentes metálicos no piso, para diminuir o risco de acidentes caso sejam desalojados do carro;

• a redução do tempo gasto no grid, antes de um Grand Prix, de 50 para 40 minutos, como acontecia;

• a obrigatoriedade de parar de trabalhar em carros que partem do Pit Lane. Agora obrigatória, a retirada de todo o pessoal e equipamento da via rápida deve ser feita em 90 segundos após o início da volta de formação.

Da morte de trabalhador a quase tragédia na pista: sete pontos do GP de Las Vegas de F1 para esquecer

Últimas