Atlético-MG enfrenta Afogados em Pernambuco para evitar nova eliminação em 2020

Pressionado pela eliminação na Copa Sul-Americana, o Atlético Mineiro terá mais uma decisão pela frente. O time, comandado por Rafael Dudamel, enfrentará o Afogados, time do sertão pernambucano, por uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil. O duelo será realizado nesta quarta-feira, às 21h30, no estádio Vianão.

Na quarta colocação do Campeonato Mineiro, o Atlético vai dar atenção especial para a Copa do Brasil. Na estreia, avançou com um empate sem gols diante do Campinense, no Amigão. Na Sul-Americana, caiu diante do Unión Santa Fé, da Argentina.

Apesar de estar realizando uma boa campanha no Campeonato Pernambucano, o Afogados não vive boa fase. É o terceiro colocado no Estadual, na frente do Sport, mas não vence há quatro jogos. Na Copa do Brasil, passou pelo Atlético-AC com triunfo por 3 a 0. A premiação de R$ 1,5 milhão por uma nova vitória praticamente salvaria o ano do clube.

Pelo lado do Atlético Mineiro, Dudamel não poderá contar com o lateral Patric e do zagueiro Réver, ambos vetados pelo departamento médico. O treinador também não contará com o atacante Diego Tardelli, que ainda realiza treinos para melhorar o condicionamento físico.

Com isso, algumas dúvidas ficam no ar. No gol Michael segue sendo o favorito na disputa por uma vaga no time titular. No mais, Allan retornará ao meio de campo, enquanto Fábio Santos deverá seguir como opção no banco para a vaga de Guilherme Arana.

"Em respeito ao Afogados, demos uma pequena olhada no jogo contra o Santa Cruz. Percebemos bastante dificuldade do estádio de lá. Grama muito alta, iluminação não tão boa. Estamos focados 100% para este jogo e pode ter certeza que faremos o possível para sair com a vitória", falou Guga.

Considerado "azarão" no confronto, o Afogados vai para o jogo com apenas uma dúvida, entre Eduardo Eré e Diego Teles. O primeiro larga na frente por uma vaga entre os titulares, a ser escolhido pelo técnico Pedro Manta apenas minutos antes de a bola rolar.

O treinador trabalhou muito mudanças táticas durante a semana. time começará com o esquema 4-3-3, podendo transformá-lo em 4-5-1 no decorrer da partida. O elenco também trabalhou muito as jogadas de bola parada visando surpreender o Atlético.

"Tudo pode acontecer. Sabemos que nunca é fácil jogar contra o Atlético. O favoritismo está do lado deles. Mas temos que usar campo e torcida a nosso favor. É possível sim sair com o resultado positivo. Mas precisamos ter os pés no chão", falou o treinador.