Esportes Atlético-MG aposta na força em casa para recuperar terreno no Brasileirão

Atlético-MG aposta na força em casa para recuperar terreno no Brasileirão

Com apenas um ponto somado nos dois jogos em que fez como visitante na última semana no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG perdeu terreno na briga pelo título. Para voltar a sonhar com a taça, aposta na sua força como mandante, a começar pelo duelo desta terça-feira contra o Santos, às 20 horas, no Mineirão, adiado da 28ª rodada.

O resultado do confronto adiado pode ser determinante sobre qual meta o time vai mirar nos últimos seis compromissos no Brasileirão. Afinal, em quarto lugar, com 54 pontos, pode diminuir a distância para o líder Internacional para cinco em caso de vitória. Mas um tropeço o afastará de vez da disputa pela ponta, além de colocar o seu posto no G4 sob ameaça.

Nessa gangorra, o Atlético-MG confia no seu desempenho no Mineirão. Lá, tem o melhor aproveitamento entre os 20 participantes do Brasileirão, de 80%, com 11 vitórias, 3 empates e 1 derrota. E, além de receber o Santos nesta terça, vai enfrentar o Fortaleza no estádio no domingo.

Ganhar duas seguidas pode ser fundamental para o Atlético-MG recuperar a confiança após a derrota por 3 a 2 para o Vasco, em São Januário, no sábado. Foi só a primeira derrota nos últimos cinco compromissos. Mas no mesmo período o time ganhou apenas duas vezes, insuficiente para arrancar na briga pela liderança.

"É um jogo difícil, a gente tem que buscar o ritmo que a gente impõe dentro de casa. A gente não pode mais perder pontos. A gente ainda acredita muito no título e é isso que vamos buscar", afirmou o volante Jair.

Além da necessidade de se recuperar, o Atlético-MG entrará em campo sob clima de cobrança da torcida. Alguns membros da organizada Galoucura protestaram contra o momento da equipe na sede administrativa do clube na segunda-feira, exibindo uma faixa com a inscrição: "Muito investimento, pouco futebol".

Mesmo com a derrota para o Vasco, o técnico Jorge Sampaoli deve manter a base do time que atuou no sábado para o duelo com o Santos. Mas uma novidade deve ser o retorno do zagueiro Réver, substituído no intervalo do empate contra o Grêmio por uma indisposição, não sendo aproveitado em São Januário.

E tentará melhorar o desempenho de uma defesa que já foi vazada 41 vezes. "Se quisermos ser campeões, temos que conquistar uma regularidade de vitórias. Temos de focar mais, buscar mais. Não tem mais o que explicar. A gente tem que fazer dentro de campo. Esse é o caminho", concluiu Jair.

Últimas