Esportes Atlético-MG apoia América-MG em pedido por VAR na fase de grupos da Libertadores

Atlético-MG apoia América-MG em pedido por VAR na fase de grupos da Libertadores

O Atlético-MG publicou uma nota em suas redes sociais em apoio às manifestações do rival América-MG para pedir a implementação do VAR em todas as fases da Libertadores. As reclamações surgiram após o gol irregular de Ademir no jogo entre os clubes na última quarta-feira, pela segunda rodada da fase de grupos. O Atlético conseguiu o empate no lance e foi favorecido pela decisão da Conmebol de não utilizar a tecnologia antes da fase oitavas de final.

"Diante das manifestações da direção do América Futebol Clube, registradas na noite da última quarta-feira, sobre a ausência do VAR na fase de grupos da Libertadores, o Atlético Mineiro manifesta total apoio. O Atlético se posiciona absolutamente favorável à utilização do VAR em todas as fases da competição", informou a nota.

"Entendemos que o principal torneio de clubes da América do Sul, por sua envergadura e importância, não pode prescindir do recurso da arbitragem de vídeo, em todos os seus jogos. O Atlético informa que vai defender junto à Conmebol que, já no próximo ano, a Libertadores conte com o VAR em todas as suas etapas", continuou o time alvinegro.

O atacante Ademir recebeu um lançamento de Mariano em posição irregular, quando a partida entre os times de Minas Gerais já se encaminhava para os momentos finais. O jogador aproveitou a chance para empatar o jogo por 1 a 1, gol que decretou o placar final do confronto.

Horas após o erro, na manhã desta quinta-feira, o América-MG enviou um ofício à Conmebol pedindo a utilização do VAR em todos os jogos da fase de grupos da Libertadores. O clube solicitou ao presidente Alejandro Domínguez que a tecnologia fosse implementada ainda nesta temporada. O documento foi assinado por Alencar da Silveira Junior, presidente do América.

Por conta do alto custo, a Conmebol decidiu não utilizar o VAR nas fases de grupos e preliminares tanto da Copa Libertadores quanto da Copa Sul-Americana. O América já havia feito quatro partidas na fase preliminar que não contaram com suporte eletrônico para a arbitragem.

ATLÉTICO REPUDIA ATOS DA TORCIDA DO RIVER PLATE

Também nesta quinta-feira, o Atlético-MG se pronunciou sobre um outro acontecimento ocorrido na Libertadores na última quarta, os atos racistas feitos por torcedores do River Plate durante jogo contra o Fortaleza no estádio Monumental de Núñez. Um torcedor foi filmado atirando bananas em direção aos torcedores do time cearense.

"O Atlético-MG se solidariza com os torcedores e com a delegação do Fortaleza que foram vítimas de ato racista no jogo de ontem, contra o River Plate, na Argentina, pela Copa Libertadores. A cena veiculada na mídia é repugnante e o Atlético se junta ao clube cearense no pedido de posicionamento da Conmebol, para que o 'torcedor' seja identificado e duramente punido, nos termos da lei", disse o Atlético.

Últimas