Esportes Após eliminação do Vasco, Zeca lamenta expulsões e cobra entrevista dos árbitros

Após eliminação do Vasco, Zeca lamenta expulsões e cobra entrevista dos árbitros

O lateral-esquerdo Zeca deixou o gramado de estádio de São Januário lamentando a eliminação do Vasco na Copa do Brasil e criticando a arbitragem comandada por Anderson Daronco na derrota para o São Paulo, por 2 a 1, pelo confronto de volta das oitavas de final.

Na avaliação do jogador, o Vasco começou bem a partida, tendo inclusive balançado as redes com Germán Cano, apesar do gol ter sido anulado pelo VAR, só que logo em seguida a expulsão de Léo Jabá desestabilizou o time dentro de campo.

"A gente fica chateado demais. A gente começou muito bem, tinha uma estratégia, assimilamos bem. Depois tivemos um jogador expulso, cabeça quente, não tem como ficar falando da partida do que aconteceu", disse Zeca na saída do gramado.

Zeca reclamou do gol anulado de Germán Cano, em que o VAR revisou a origem do lance e viu toque de mão de Juninho na entrada da área, assim como comentou as expulsões de Léo Jabá, no primeiro tempo, e de Leandro Castán, no segundo. O lateral também saiu em defesa do técnico Lisca, que também acabou recebendo o cartão vermelho por reclamação.

"A gente dá entrevista aqui, damos a cara para bater. Não estou aqui para reclamar de nada. Mas começa a dar o juiz para dar entrevista, explicar o que ele fez no jogo. Ele não explica para a gente. Ele expulsou o Lisca, e o Lisca não falou nada, estava quieto. Não existe isso no futebol, mas que eles venham dar explicações. A gente fica sem explicação, vai pro vestiário chateado, faz um baita trabalho e chega aqui para estragado", esbravejou.

Além do gol de Cano e das expulsões, o Vasco também deixou o gramado reclamando de um possível pênalti de Miranda sobre Léo Jabá, ainda no primeiro tempo, num lance em que Daronco sequer revisou.

Últimas