Esportes Ala do time de basquete dos EUA entra no protocolo da covid e é dúvida em Tóquio

Ala do time de basquete dos EUA entra no protocolo da covid e é dúvida em Tóquio

A fase não está boa para a seleção de basquete masculino dos Estados Unidos de basquete. O ala-armador Bradley Beal entrou no protocolo de saúde e segurança da covid-19 e pode ficar de fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que começarão no próximo dia 23.

Ainda não está definido por quanto tempo o jogador do Washington Wizards ficará afastado do elenco até ser liberado. O time comandado pelo técnico Gregg Popovich segue em fase de preparação para jogar a Olimpíada no Japão. A estreia será no dia 25 contra a França.

Até aqui, a seleção americana vem passando por dificuldades nos amistosos, perdendo dois de três duelos disputados. As derrotas foram para Nigéria e Austrália. O triunfo chegou na última partida contra a Argentina, quando Bradley Beal se destacou e marcou 17 pontos, seis rebotes e três assistências.

Na sequência do período de treinamentos, os americanos enfrentarão a Austrália novamente, nesta sexta-feira, e a Espanha, no domingo.

LILLARD - Com a oportunidade de representar os Estados Unidos pela primeira vez na carreira, o armador Damian Lillard disse que espera ter funções parecidas na seleção americana de basquete com as que executa na NBA pelo Portland Trail Blazers.

O astro que está prestes a completar 31 anos contou quais as suas expectativas para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e para a seleção dos Estados Unidos, que busca a sua quarta medalha de ouro consecutiva. "Estou ansioso para ser um atleta olímpico, nunca fiz isso antes", afirmou.

Lillard também comentou sobre a ausência de público nos ginásios no Japão por conta do novo coronavírus, mas como isso não abala sua confiança. "É decepcionante que não haverá espectadores, mas eu estou ansioso. Eu nunca fiz isso, nunca joguei com os melhores jogadores em jogos significativos. Nós chegamos a jogar juntos nos All-Star Games, mas é meia-boca. Então jogar por algo maior que nós em jogos importante com os melhores jogadores, nem todos apreciam essa oportunidade" relatou.

Últimas