Ainda em transição, Santos recebe Inter de Limeira pelo Paulistão

O Santos dá o terceiro passo na transição do estilo de Jorge Sampaoli para o de Jesualdo Ferreira nesta quinta-feira, às 19h15, na Vila Belmiro. Ainda sob os efeitos do bom futebol apresentado na temporada passada com o treinador argentino, o time alvinegro entra em campo diante da Inter de Limeira em mais uma tentativa de romper com 2019 e pavimentar um 2020 mais tranquilo.

A equipe disputou apenas dois jogos sob o comando do português e foram mais aspectos negativos do que positivos. O Santos demonstrou um equilíbrio maior em relação ao time de Sampaoli no empate com o Red Bull Bragantino e na vitória sobre o Guarani, mas sem aquela agressividade e apreço ao futebol ofensivo que conquistou o torcedor no ano passado.

"Cada pessoa tem um pensamento diferente, um método diferente de pensar o futebol. Todos estão vendo. Mudar de uma hora para outra não é tão simples assim, não é fácil", admitiu o atacante Eduardo Sasha. "As ideias são diferentes. A gente estava acostumado com uma ideia e tivemos de mudar aos poucos. Ele tenta passar durante o treinamento, mas infelizmente temos pouco tempo de preparação", completou, referindo-se ao fato de o Santos ter atuado na segunda-feira.

As comparações com o antecessor inclusive irritaram Jesualdo. Após o jogo em Campinas, quando o Santos venceu por 2 a 1 com um gol contra aos 47 minutos do segundo tempo, o português pela primeira vez demonstrou bastante desconforto ao ser questionado sobre Sampaoli.

A receita de Sasha é dar tempo para o treinador trabalhar e colocar em prática o estilo de jogo que considera ideal para o Santos. "É ter paciência, calma, leva um tempo, como foi no ano passado. Não foi de uma hora para outra que entendemos o Sampaoli", afirmou o atacante. "A cada jogo, o torcedor vendo o nosso time evoluindo, vão elogiar. Eles querem ver o nossa crescimento. A gente está evoluindo aos poucos."

Jesualdo tem novamente problemas para escalar sua equipe. O último desfalque confirmado foi o de Arthur Gomes. Autor de um dos gols contra o Guarani, o atacante sofreu um estiramento de grau 1 na coxa direita e foi vetado pelo departamento médico nesta quarta-feira.

O Santos já não poderia contar com os zagueiros Lucas Veríssimo e Felipe Aguilar, além do atacante Marinho, todos machucados. Já o venezuelano Soltedo está na Colômbia atuando pela seleção sub-23 da Venezuela no Pré-Olímpico e deve ficar à disposição para o clássico com o Corinthians, domingo, em Itaquera. A boa notícia são os retornos de Kaio Jorge e Derlis González.

INTER DE LIMEIRA - O rival do Santos tem como grande trunfo nesta quinta o técnico Elano Blumer, com longo histórico defendendo as cores do time da Vila. "Claro que vai ser emocionante, porque vivi muitos momentos de alegria na Vila. Mas agora estou do outro lado e preciso pensar em como segurar o Santos, que é muito forte do lado de sua torcida. Não sou um espião, mesmo porque o time santista mudou muito. É claro que conheço alguns jogadores", diz Elano.

Ídolo da torcida alvinegra graças aos muitos títulos conquistados pelo time santista, o treinador irá rever sua antiga equipe pela primeira vez. Como jogador, ele fez 324 jogos com 68 gols. Já como treinador, foram nove jogos, cinco vitórias, um empate e três derrotas.

A Inter começou o Paulistão de uma forma desastrosa, ao perder para o Guarani, pelo placar de 4 a 0 na rodada de estreia em pleno estádio Major Levi Sobrinho, mas conseguiu dar a volta por cima ao bater o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, por de 1 a 0 na segunda rodada. Soma três pontos no Grupo C.

O técnico deve repetir a mesma escalação da rodada passada. A única dúvida era atacante Lucas Braga, que está emprestado pelo Santos. Mas, como ele foi liberado pelo seu time de origem, poderá jogar normalmente e está confirmado entre os titulares. Já o lateral-esquerdo Daniel Vançam foi poupado do treinamento desta quarta-feira e apenas correu em volta do gramado, mas está confirmado.