Esportes Ainda com artilheiro, Atlético-GO desafia Atlético-MG para manter boa sequência

Ainda com artilheiro, Atlético-GO desafia Atlético-MG para manter boa sequência

Em franca evolução no Campeonato Brasileiro, com duas vitórias seguidas e invicto há quatro jogos, o Atlético-GO defende o bom momento neste sábado, contra o Atlético-MG, às 21 horas, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, pela 11ª rodada.

A sequência positiva, principalmente com as duas vitórias fora de casa, sobre Vasco e Bahia, afastaram o Atlético-GO da zona de rebaixamento. O time, que ainda tem um jogo pendente, é o 12º colocado, com 12 pontos.

Nos últimos dias, o torcedor rubro-negro ficou apreensivo depois que surgiu a notícia de que o Athletico-PR vem tentando a contratação de Renato Kayzer, emprestado pelo Cruzeiro. Ele é o artilheiro do Atlético-GO, com três gols em quatro jogos no Brasileirão.

A diretoria está fazendo de tudo para manter Renato Kayzer no elenco, mas tudo indica que ele deve mesmo ir para Curitiba. No entanto, enquanto o martelo não é batido, o atacante segue à disposição do técnico Vagner Mancini.

"O Kayzer está escalado. A partir do momento em que ninguém me falar que ele não é mais jogador do Atlético-GO, ele está escalado. Respondo pela parte desportiva", reforçou o treinador.

Para este jogo, Mancini aguarda um posicionamento dos departamentos médico e físico para saber se vai poupar alguns titulares ou não. Desfalque certo é o volante Marlon Freitas, que ainda não se recuperou de uma lesão no quadril.

Na quarta-feira, o Atlético-GO perdeu por 1 a 0 para o Fluminense, no Maracanã, pelo confronto de ida da quarta fase da Copa do Brasil. Segundo ele, ficou claro que os jogadores sentiram o desgaste provocado pela maratona de jogos. O duelo de volta acontecerá na próxima quinta-feira, em Goiânia.

"Infelizmente esta é a realidade: jogo em cima de jogo. Mas tivemos uma boa atuação, apesar do visível cansaço de alguns jogadores e, claro, isso atrapalha o rendimento da equipe. Por este motivo é que precisamos aguardar um posicionamento para saber se devemos ou não poupar algum jogador", justificou Mancini.

Últimas