Esportes Abel seguirá escalando o Palmeiras de acordo com o rival: 'Isso é experiência'

Abel seguirá escalando o Palmeiras de acordo com o rival: 'Isso é experiência'

Com a maratona de compromissos por diferentes torneios, Abel Ferreira deixou bem claro após os 4 a 0 no Corinthians que seguirá definindo a escalação do Palmeiras de acordo com os oponentes. Quinta-feira, diante do Flamengo, novamente pelo Brasileirão, podem ocorrer mudanças. Ele define as trocas como "experiência" e só quer ver o time sempre "competindo".

O português usou uma escalação diante do River Plate, outra contra o Grêmio e uma terceira frente ao Corinthians. Mantendo sua convicção, está na luta pelo título das três competições: Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão. Disputará a final dos dois primeiros torneios e só depende das suas forças no terceiro.

"As pessoas sabem que não jogamos sempre da mesma maneira. A experiência é perceber e adaptar ao contexto. Se eu tiver 50 anos e 10 anos fizer a mesma coisa, não é experiência", afirmou, mostrando-se um estudioso, sempre ligado aos pontos fortes e fracos dos adversários.

"É para os jogadores que montamos a forma de jogar, para tirar o máximo de rendimento de cada um. A parte mais difícil de um treinador é conhecer o jogador técnica, tática, física e mentalmente. Tudo que vem daqui (cabeça), comanda", advertiu. "Falei contra o River. De fato o fator psicológico é determinante. Temos um caso no nosso campeonato que tem tudo a ver com isso."

Ao fazer um rodízio no elenco, Abel espera deixar todos motivados e sabendo que são importantes para os Palmeiras. E os resultados positivos tem saído com enorme frequência, reforçando a estratégia.

"A dinâmica de treino não é muita, mas a verdade é que os jogadores estão comprometidos e envolvidos. Querem muito e demonstram isso", elogiou. "Vimos como o Luiz Adriano fez o quarto gol. Competir, isso é competir, isso é Palmeiras. Essa é a nossa identidade. O Willian contra o Grêmio... É acreditar em cada bola. Isso transmite-se e sente-se."

Sobre Felipe Melo, Abel admite que a presença do experiente jogador no banco de reservas é muito importante, com aconteceu diante do Corinthians. Mas deixou bem claro que não pensa num retorno à equipe nessa reta final de temporada.

"Ele tem tido uma recuperação muito rápida, mas está longe de poder ajudar dentro de campo. É a grande verdade e a verdade tem que ser dita. Pode nos ajudar e muito, mas fora. É pra isso que eu conto com ele. Quem está jogando, está muito bem", esclareceu.

Últimas