Esportes Abel Ferreira evita celebrar vantagem do Palmeiras: 'Sempre alerta'

Abel Ferreira evita celebrar vantagem do Palmeiras: 'Sempre alerta'

O técnico Abel Ferreira cobrou cautela ao time do Palmeiras, apesar da boa vantagem construída no confronto com o Delfín, nesta quarta-feira, na ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Jogando no Equador, o time paulista venceu por 3 a 1. Para avançar, pode até perder por um gol de diferença, em casa, na próxima quarta-feira.

"Sabemos que o futebol é fértil em surpresas. Estamos na primeira parte desta eliminatória. Foi um jogo que tudo correu bem, os jogadores entraram focados para ter um bom rendimento coletivo e individual. No final do jogo fomos premiados com um bom resultado", comentou o treinador. "Ainda falta a segunda parte, mas precisamos ficar sempre alerta."

Na avaliação de Abel, os jogadores foram inteligentes e disciplinados taticamente. "Acho que os jogadores foram inteligentes, equilibrados e seguros. Esperaram pelo momento certo, seguiram o plano. Fizemos um jogo consistente e seguro porque não podemos esquecer que é um jogo de ida e volta. E temos muitos jogadores jovens e experientes que souberam interpretar aquilo que foi pedido. Fizemos um jogo taticamente inteligente e taticamente muito bem executado, num campo muito difícil de se jogar. Conseguimos um resultado que não nos garante nada, mas dá a vantagem para o segundo jogo."

Para o treinador, o triunfo desta quarta começou a ser construído no fim de semana, quando o Palmeiras foi derrotado pelo Goiás, por 1 a 0, pelo Brasileirão. Foi o primeiro revés do técnico português à frente da equipe paulista.

"Essa vitória começou na derrota para o Goiás. O futebol às vezes tem disso: temos uma boa performance, mas o resultado não é de acordo como a forma como performamos. Contra o Goiás não merecíamos ter perdido, mas os jogadores foram inteligentes e souberam sofrer, e hoje souberam dar uma resposta contra o Delfín", analisou.

Individualmente, Abel destacou o desempenho de Zé Rafael. E, ao ser questionado na entrevista coletiva, disse que o meia merecia ser convocado para a seleção brasileira. O jogador foi o autor do terceiro gol do Palmeiras nesta quarta, aos 14 minutos do segundo tempo.

"Eu sei que vocês gostam de fazer perguntas individuais, não estou habituado a isso. Mas sim, tem (condições de ser convocado). Ele é um treinador dentro de campo, entende o jogo. Nos três jogos que eu fiz, as condições que pedi para ele era mais de equilíbrio. Hoje pedi para ele jogar mais adiantado e acabou fazendo gol. É um jogador que tem tudo para ser uma referência no Palmeiras e, se derem oportunidade, ir para a seleção", disse o técnico do Palmeiras.

Últimas