Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Ministro do Esporte ironiza: "As cobras se recolheram durante a Copa"

Aldo Rebelo comemorou o sucesso da realização do Mundial no Brasil

Copa do Mundo 2014|André Avelar, do R7, no Rio

Rebelo usou a Copa das Confederações para ressaltar que o governo tinha confiança em um bom Mundial desde o começo
Rebelo usou a Copa das Confederações para ressaltar que o governo tinha confiança em um bom Mundial desde o começo Rebelo usou a Copa das Confederações para ressaltar que o governo tinha confiança em um bom Mundial desde o começo

A ausência de grandes incidentes fora dos campos durante a Copa do Mundo foi o propulsor de um desabafo do ministro do Esporte. Em entrevista concedida na manhã desta segunda (14), no estádio do Maracanã, Aldo Rebelo ironizou as pessoas que previam um evento repleto de problemas:

— As cobras se recolheram durante a Copa, nenhum cachorro louco alcançou nenhum turista. Devem todos ter se recolhido durante o evento.

Rebelo lembrou da realização da Copa das Confederações, há um ano, para afirmar que o governo federal já imaginava um Mundial sem maiores problemas:

— Há e houve no estado da Copa um estado de espírito de pessimismo, de certa descrença ou certa desconfiança. O País superou esses desafios e essas dificuldades. E não era difícil perceber por que já tínhamos passado pela Copa das Confederações. Já tínhamos o parâmetro de que realizaríamos uma Copa do Mundo à altura do que o mundo esperava que fôssemos capazes de realizar.

Publicidade

Copa reacende orgulho brasileiro fora dos campos

Alemanha prova que descontração com treino bem-feito é que ganham Copa do Mundo

Publicidade

Maracanã se torna segundo estádio com maior número de jogos em Copas

Apesar de alguns estádios, como a Arena da Baixada e o Itaquerão, terem recebido jogos com locais ainda inacabados, em geral a infra-estrutura organizada foi positiva. Os aeroportos também atenderam à demanda, assim como a logística para equipes e torcedores, segundo o secretário executivo da pasta Luís Fernandes.

Publicidade

— A marca dessa Copa foi o transporte público ao estádio. Foi um marco de sucesso na mobilidade urbana. Os problemas que tivemos foram problemas pontuais, que não afetaram a nossa operação.

Dos 21 aeroportos utilizados nas 12 cidades-sedes, em média 485 mil passageiros foram transportados, um recorde em qualquer data comemorativa. Ainda segundo dados do Ministério do Esporte, mais de 80% do público utilizou o transporte público para chegar ao Itaquerão, palco da abertura. No Maracanã, local da final, 65% dos torcedores utilizaram o metrô nos dias de jogos. Ao todo, foram quase 700 mil turistas estrangeiros que entraram no País apenas em junho.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.