Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Presença de Neymar em pista de GP da Fórmula 1 é criticada pela FIA: 'Situação de risco'

Reclamação pelo excesso de pessoas no paddock da corrida foi pauta de reunião do Conselho Mundial de Esporte a Motor nesta semana

Fora de Jogo|

Neymar no GP de Barcelona, na Espanha
Neymar no GP de Barcelona, na Espanha Neymar no GP de Barcelona, na Espanha

A presença de Neymar e outras celebridades na pista do GP da Espanha deixou a Federação Internacional de Automobilismo insatisfeita.

Ter famosos circulando no paddock durante a realização de corridas sempre foi bem comum, no entanto, a questão passou a ser um problema após o atacante permanecer no gramado ao lado da reta principal do Circuito de Barcelona−Catalunha, durante a volta de apresentação dos carros.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Essa ação chamou atenção da entidade, sendo uma das principais pautas na reunião do Conselho Mundial de Esporte a Motor desta terça-feira (20).

"Precisamos aprender com o incidente no GP da Espanha. A FIA recebeu a garantia de Stefano Domenicali (presidente da Fórmula 1) de que estão sendo tomadas medidas para assegurar que o incidente não se repita. É um problema não apenas na Fórmula 1, mas na Fórmula E, WEC (Mundial de Endurance) e outras categorias, de acordo com minhas experiências recentes, pelo número excessivo de pessoas no grid em alguns eventos", declarou Ben Sulayem, presidente da organização.

Publicidade

Os convidados costumam fazer visitas no grid durante os preparativos para a corrida, assim como há presença de engenheiros e jornalistas na pista.

O incidente com o jogador do PSG foi uma falha na aplicação dos protocolos de segurança na categoria.

Publicidade

Neles constam termos como "qualquer ato inseguro ou falha em tomar medidas razoáveis, resultando assim em uma situação de risco", e "falha em não seguir as instruções dos oficiais relevantes para a realização segura e ordenada do evento".

Esta temporada está sendo marcada pelos problemas de segurança durante as corridas. No GP da Austrália, em abril, os comissários abriram uma investigação contra os organizadores da etapa depois de uma invasão na pista no fim da corrida no Circuito Albert Park.

Semanas depois, no Azerbaijão, o piloto Esteban Ocon quase atropelou um funcionário da FIA. Em relação a esse incidente, a organização se desculpou, apesar de não impor punições.

Neymar tem jatinho de mais de R$ 200 milhões; confira imagens da luxuosa aeronave

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.