Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Wolff diz que F1 corre risco de ficar desorganizada se Massa for bem-sucedido em disputa pelo título

Chefe de equipe afirma que existem muitos fatores que influenciam uma vitória; austríaco acompanha caso 'com curiosidade'

Automobilismo|Do R7

Toto Wolff diz acompanhar o caso de Massa com 'curiosidade'
Toto Wolff diz acompanhar o caso de Massa com 'curiosidade' Toto Wolff diz acompanhar o caso de Massa com 'curiosidade'

A Fórmula 1 corre o risco de ficar desorganizada no caso improvável de Felipe Massa vencer uma reivindicação legal pelo campeonato mundial de 2008, de acordo com o chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff.

O ex-piloto da Ferrari, hoje com 42 anos, alega que o título lhe foi negado por uma "conspiração", pois os dirigentes do esporte sabiam que o Grande Prêmio de Cingapura de 2008 havia sido manipulado, mas não tomaram nenhuma providência até um ano depois.

O brasileiro perdeu o título por um ponto para o britânico Lewis Hamilton, na época na McLaren e atualmente na Mercedes, e heptacampeão mundial. "Não acho que ele tenha um caso, para ser honesto", disse Wolff aos repórteres na última edição do Grande Prêmio de Cingapura, no fim de semana passado.

· Compartilhe esta notícia pelo Whatsapp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia pelo Telegram

"Estamos assinando regulamentos esportivos que são muito claros e com os quais você se compromete como detentor de uma licença. Se todo mundo abrir as portas, o esporte ficará desorganizado, especialmente quando se olha para os campeonatos completos."

Publicidade

"Há tantas coisas que influenciam o fato de você ganhar ou perder que, para ser sincero, não vejo razão para isso".

Massa disse que os comentários de Wolff mostraram que "estamos no caminho certo e que as pessoas na F1 estão percebendo a seriedade e a importância do nosso caso". "Estou buscando justiça, meu sonho de infância, um título para toda uma nação, para os brasileiros. E para os tifosi (fãs da Ferrari) também", disse o ex-piloto.

Publicidade

Wolff havia dito anteriormente que o caso de Massa certamente poderá abrir um precedente e que a Mercedes estava observando "com curiosidade". Hamilton perdeu o campeonato de 2021 em circunstâncias polêmicas na corrida final em Abu Dhabi para Max Verstappen, da Red Bull, quando o procedimento do safety car foi alterado pelo diretor de corrida Michael Masi, que deixou a categoria após o episódio.

Avaliada em mais de R$ 15 bilhões, Ferrari é a equipe mais valiosa da Fórmula 1; veja ranking e valores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.