Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Devassa no Esporte da Globo atinge também o Interior Paulista. Osvaldo Luís demitido da EPTV. Qualidade perde para a economia

Não foram apenas Casagrande, Cléber Machado e Galvão Bueno não narrando mais futebol, a Globo fez uma feroz e silenciosa campanha de demissões no Esporte. Crise econômica e aposta no streaming

Cosme Rímoli|Do R7 e Cosme Rímoli

Osvaldo Luís. 26 anos na EPTV. Demissão por conta de 'renovação'. Pura e simples economia
Osvaldo Luís. 26 anos na EPTV. Demissão por conta de 'renovação'. Pura e simples economia Osvaldo Luís. 26 anos na EPTV. Demissão por conta de 'renovação'. Pura e simples economia

São Paulo, Brasil

Não foi apenas Cléber Machado, Jota Júnior e Casagrande que foram demitidos.

Ou Galvão Bueno que deixou de transmitir futebol.

O grupo Globo fez uma silenciosa devassa no jornalismo esportivo da emissora.

Publicidade

Ao contrário do que acontece nos Estados Unidos e Europa, a empresa passou a trocar os nomes mais consagrados por conta de salários e tempo de casa.

Um caso exemplar aconteceu no dia 13 de fevereiro, em Campinas.

Publicidade

Depois de 26 anos trabalhando como apresentador, narrador, repórter, Osvaldo Luís foi demitido da EPTV, braço da Globo no Interior de São Paulo.

Com 37 anos de profissão, começou na Rádio Central de Campinas, passou pela Rádio Educadora. Em São Paulo, seguiu nas rádios: Gazeta, Globo e Record.

Publicidade

Se fixou na EPTV há 26 anos. Narrou para o Sportv e para a Premiere quando houve o projeto de regionalização das transmissões. Cobriu duas Copas do Mundo, 1990 e 1994 e a Olimpíada de 1992.

Oswaldo foi demitido com a desculpa de renovação no departamento.

Publicidade

"Foram respeitosos comigo. 26 anos foram uma vida lá dentro.

"Tenho gratidão.

"Mas não deixa de ser um impacto. Quando você está no seu melhor momento, super bem visto pela população, telespectadores.

"Nome muito forte nas agências de publicidade, com ideias de merchandising. Programa de esporte sendo elaborado e eu, com 26 anos lá dentro. E a hora que vai entrar o filé mignon no cardápio, eu não estou mais sentado à mesa, esse que foi o impacto.

Janaína Xavier. Outra profissional competente desperdiçada pela Globo
Janaína Xavier. Outra profissional competente desperdiçada pela Globo Janaína Xavier. Outra profissional competente desperdiçada pela Globo

"É difícil assimilar um golpe desses. Tinha várias funções lá dentro. Era o editor, era o produtor, eu apresentava o conteúdo de esporte, dentro de dois telejornais diários, e também cuidava do conteúdo do jornal da noite. Além de eventos e narrações esportivas da casa. Cheguei em 1997."

Profissional de excelente nível, Osvaldo foi pego de surpresa com a demissão, mas vai seguir seus projetos.

"É duro, mas eu entendo. É o fim de um ciclo. Mas vou seguir minha carreira. Me sinto no meu melhor momento, maduro, vivido, pronto para buscar um novo recomeço."

Oswaldo tocou no ponto.

A Globo decidiu colocar um fim no ciclo de profissionais do Esporte com mais de dez anos de casa. Por economia. Forçando a renovação.

Foi assim que nomes como o narrador Linhares Junior, com 13 anos na emissora saiu. O repórter Alexandre Oliveira, depois de 15 anos.

Jota Júnior. 24 anos de Globo. Demitido. Também em nome da 'renovação'
Jota Júnior. 24 anos de Globo. Demitido. Também em nome da 'renovação' Jota Júnior. 24 anos de Globo. Demitido. Também em nome da 'renovação'

A apresentadora e repórter Janaina Xavier, demitida, depois de 23 anos.

O repórter Marco Aurélio Cunha, com 18 anos de Globo. Embora com burnout, stress emocional por excesso de trabalho, a empresa poderia esperar sua recuperação. E não aceitar sua sumária demissão.

Após 18 anos, o repórter André Hernan foi para os meios digitais.

Tino Marcos virou as costas a 35 anos à emissora carioca.

Não houve um cuidado da Globo na transição desses profissionais tão importantes para o esporte.

A preocupação é a crise financeira.

E também o aporte no streaming.

Não é por acaso que a emissora virou as costas de vez para o monopólio que manteve por décadas, na transmissão de futebol.

O futebol ficou muito caro com a Fifa e as Confederações e Federações partilhando os torneios mais importantes.

Alexandre Oliveira seguiu no mesmo caminho da economia. E acabou dispensado
Alexandre Oliveira seguiu no mesmo caminho da economia. E acabou dispensado Alexandre Oliveira seguiu no mesmo caminho da economia. E acabou dispensado

A decisão da nova gestão da Globo foi simples.

Economizar em profissionais.

Desprezando a qualidade que disperdiçava.

Simples assim.

Por isso profissionais como Cléber Machado, Osvaldo Luís, Casagrande, Tino Marcos, André Hernán, Alexandre Oliveira e tantos outros foram para o mercado.

A crise financeira falou mais alto...

De Andrey a Robert Renan: quem são as caras novas da seleção brasileira?

" gallery_id="6402051219d224a4ee0000b8" url_iframe_gallery="esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/devassa-no-esporte-da-globo-atinge-tambem-o-interior-paulista-osvaldo-luis-demitido-da-eptv-qualidade-perde-para-a-economia-25032023"]

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.