Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Santos aguarda brecha para jogar mais uma vez em São Paulo

Presidente Marcelo Teixeira não descarta retornar ao Morumbis na reta final do Paulistão 2024. Entenda a estratégia

Blog do Fabiano Farah|Fabiano Farah e Fabiano Farah

William comemora gol do Santos contra o São Bernqrdo, no Morumbi
William comemora gol do Santos contra o São Bernqrdo, no Morumbi William comemora gol do Santos contra o São Bernqrdo, no Morumbi (Mauro Horita/Ag. Paulistão - 25.02.2024)

O presidente do Santos Futebol Clube, Marcelo Teixeira, quer presentear o torcedor do Peixe na Capital, mais uma vez. O mandatário santista já articula, nos bastidores da Federação Paulista de Futebol, para que o alvinegro jogue as quartas de final do Paulistão em São Paulo.

Teixeira observa a definição dos grupos para a etapa seguinte do Campeonato Estadual. Caso o São Paulo não termine na primeira colocação do grupo D, o Morumbis pode, novamente, ser o destino da torcida santista.

O recorde de público na temporada, mais de 51 mil pessoas, e a renda polpuda que ultrapassou os R$ 2 milhões chamaram a atenção da gestão do Santos.

O técnico Fábio Carille comentou, após a vitória sobre o São Bernardo, por 2 a 1, que ficou "emocionado com a festa linda dos santistas" e que "não se lembrava da última vez que jogou com estádio com mais de 50 mil pessoas".

Publicidade

Mesmo assim, Carille valorizou o fator Vila Belmiro e deu a entender que será difícil o Santos voltar a atuar na Capital neste Paulistão. Teixeira observou a declaração e não se manifestou, mas Carille já sabe que se tiver uma brecha as quartas serão disputadas em São Paulo.

Diretoria do Santos aguarda definição dos classificados para voltar ao Morumbis
Diretoria do Santos aguarda definição dos classificados para voltar ao Morumbis Diretoria do Santos aguarda definição dos classificados para voltar ao Morumbis (Reprodução Gazeta Esportiva)

Historicamente os jogadores que defendem o Santos entendem e até pedem para que o clube mande seus jogos na Vila Belmiro, por causa da pressão da torcida contra o adversário. Discurso que, para a atual diretoria, não serve mais. A ideia é que o Peixe mande a maioria de suas partidas no Brasileirão da Série B fora do Litoral.

Publicidade

Lembrando que o projeto para a Arena do Santos foi protocolado na prefeitura da cidade e os documentos serão analisados entre três e seis meses.

O Peixe e a WTorre têm um Memorando de Intenções que pode se transformar em contrato para a construção de um novo estádio, onde hoje está a Vila Belmiro, com capacidade para 30 mil pessoas. O estádio do Peixe hoje tem capacidade para pouco mais de 14 mil pessoas.

Há quem diga, nos bastidores do Santos, que Marcelo Teixeira já tem acordo com a empresa que administra o estádio do Pacaembu e aguarda apenas a reinauguração do espaço para tê-lo como a casa do Santos na Capital.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.