Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Vasco começa mal, mas reage e faz 1 a 0 no Bauru nas quartas

Na primeira partida da série, no ginásio de São Januário, o clube cruzamaltino iniciou mal, mas conseguiu reagir e vencer por 84 a...

Olimpíada Todo Dia

Olimpíada Todo Dia|Do R7

R10 Score Vasco da Gama e Bauru Basket iniciaram neste sábado (4) o duelo por uma vaga na semifinal do Novo Basquete Brasil 2023/24 (NBB). Na primeira partida da série, no ginásio de São Januário, o clube cruzmaltino iniciou mal, mas conseguiu reagir duas vezes para vencer por 84 a 78 na prorrogação. Os confrontos de quartas de final da competição nacional são em melhor de cinco jogos e o segundo encontro entre as equipes está marcado para terça-feira (7), às 19h30, no Panela de Pressão.

Com 29 pontos, o ala/pivô Rafael Paulichi foi o cestinha do Vasco e da partida. E mais quatro atletas vascaínos alcançaram dois dígitos na pontuação: os armadores Eugeniusz (18) e Cauê (14) e o ala Marquinhos (13). Do lado do Bauru, o maior pontuador foi o armador Brite, com 20, seguido pelo ala Alex, 19, e pelo pivô Jeremy, que anotou duplo-duplo: 14 pontos e dez rebotes. Na prorrogação, Rafael Paulichi foi decisivo e anotou seis dos 12 pontos dos mandantes: 12 a 6.

Oscilações no primeiro tempo

Dois atletas começaram desequilibrando para o Bauru no NBB. Os estadunidenses Brite e Jemery fizeram 19 dos 25 pontos dos visitantes no primeiro quarto. Brite tentou dez arremessos e converteu todos, saindo de quadra com dez pontos. Já Jeremy contribuiu com nove. A equipe bauruense dominou em rebotes (15 a 5) e nas assistências (5 a 2). O Vasco não funcionou defensivamente, sendo incapaz de neutralizar o volume do rival. Bauru em vantagem por dez pontos: 25 a 15.

Publicidade

O Vasco cresceu no segundo período e ganhou por 19 a 13. O time cruzmaltino reagiu e reduziu a diferença com a melhora da defesa e o surgimento ofensivo de Eugeniusz, com nove acertos. Do lado do Bauru apenas o ala Alex foi bem, com o mesmo número de pontos do vascaíno. Além do sistema defensivo, os mandantes evoluíram no ataque, com mais volume e eficiência nos arremessos de dois pontos e nos lances livres. Apesar disso, os visitantes ainda foram para o intervalo ganhando: 38 a 34.

Empate com menos de 10 segundos

Publicidade

Apoiado por sua torcida, o Vasco iniciou o segundo tempo do jogo pelo NBB mais agressivo e eficaz, assumindo a dianteira do placar pela primeira vez após bola de três do Rafael Paulichi: 41 a 40. Porém, o Bauru não se abalou e retomou a liderança com bandeja de Brite em ação de contra-ataque: 51 a 50. Os mandantes perderam mais duas bolas no ataque e Brite e Alex pontuação em contra-ataque: 55 a 50. Os visitantes fizeram 19 a 16 no terceiro período e a vantagem ficou em sete pontos: 57 a 50.

Atrás no marcador, o Vasco precisou mostrar mais uma vez poder de recuperação e conseguiu. Dois personagens foram importantes para o time cruzmaltino no quarto período: Rafael Paulichi e o armador Cauê. O primeiro foi o cestinha dos dez minutos decisivos, com 11 dos 22 pontos dos mandantes. Já o segundo foi o responsável pela bola mais importante, já que acertou arremesso de três para empatar a partida em 72 a 72 faltando 8 segundos para o fim, forçando a prorrogação.

Publicidade

Confronto direto

O jogo deste sábado (4) entre Vasco e Bauru foi o terceiro entre os dois times no NBB 2023/24. Os outros dois encontros foram na fase de classificação, com vitórias do time cruzmaltino em casa e como visitante. No 1º turno, no Rio de Janeiro, a equipe comandada por Léo Figueiró ganhou por 67 a 58. Na ocasião, o vascaíno Rafael Paulichi foi o cestinha do jogo com 23 pontos. Já no returno, no ginásio Panela de Pressão, a equipe bauruense perdeu por 81 a 76. O ala Marquinhos liderou a pontuação com 24.

Campanha no NBB

Retornando à elite do basquete nacional, o Vasco vem fazendo uma campanha bem acima do esperado. O time cruzmaltino encerrou a temporada regular com a quarta colocação. Em 36 jogos, foram apenas 12 derrotas. Em seguida, na estreia dos playoffs, passou fácil pelo Pinheiros após vencer os dois confrontos com certo conforto.

O Bauru Basket encerrou a temporada regular logo depois do Vasco, na quinta posição, com o mesmo número de vitórias e pontos. Além disso, as equipes fizeram uma briga acirrada pela quarta posição nas últimas rodadas, mas os cariocas levaram a melhor no fim pelos critérios de desempate. Nas oitavas, o Dragão não deu chance ao Pato Basquete e despachou os paranaenses em dois jogos. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.