Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Mafê faz índice para Paris e bate recorde sul-americano nos 200m

A jovem nadadora foi a maior destaque do segundo dia da Seletiva Olímpica, que classificou ela e mais dois atletas aos Jogos Olímpicos...

Olimpíada Todo Dia

Olimpíada Todo Dia|Do R7

A noite desta terça-feira (7) foi intensa na Seletiva Olímpica da natação brasileira no Rio de Janeiro. A principal destaque do dia foi Maria Fernanda Costa, a Mafê, que bateu o índice para os Jogos Olímpicos de Paris-2024 e quebrou o recorde sul-americano nos 200m livre. Nesta prova, foram definidos os atletas que, provavelmente, irão nadar os revezamentos 4x200m masculino e feminino. Além disso, Beatriz Dizotti garantiu a sua vaga nos 1500m livre feminino. Já a surpresa negativa fica por conta de Fernando Scheffer, que não irá poder disputar os 200m livre masculino, prova onde ganhou a medalha de bronze na última Olimpíada. Lembrando que as vagas dos revezamentos só serão confirmadas no fim da competição.

Finalista dos Campeonatos Mundiais de 2022 e 2023, Beatriz Dizotti entrou como favorita para a disputa dos 1500m livre feminino (índice de 16min09s09). Com os bons tempos feitos no ano passado, a atleta já tinha o índice olímpico na prova. Dessa vez, Bia fez um tempo de 16min14s02 para terminar em primeiro lugar e garantir a vaga em Paris.

De olho nos revezamentos

Nos 200m livre feminino (índice de 1min57s26), Mafê Costa foi a mais rápida na final, garantindo uma vaga na prova individual com um tempo de 1min56s37. Stephanie Balduccini (1min58s52), Gabrielle Roncatto (1min58s57) e Maria Paula Heitmann (1min58s81) fecharam o top-4 da prova e possuem grandes chances de formar o revezamento 4x200m livre nos Jogos Olímpicos. O grupo seria quase o mesmo que ficou em quarto lugar no Mundial deste ano, apenas com Maria Paula entrando na vaga de Aline Rodrigues.

Publicidade

Já classificado nos 400m livre masculino, Guilherme Costa, o Cachorrão, garantiu a vaga nos 200m livre com um tempo de 1min47s10. O índice da prova era de 1min46s26. Murilo Sartori (1min46s99), Fernando Scheffer (1min47s60) e Eduardo Moraes (1min47s67) provavelmente irão completar o revezamento 4x200m livre masculino. Medalhista na prova individual em Tóquio-2020, Scheffer não conseguiu o índice olímpico e deve nadar apenas o revezamento em Paris.

Provas sem índice

Publicidade

Nos 100m peito feminino (índice de 1min06s79), Ana Carolina Vieira foi a mais rápida na final, com um tempo de 1min08s92. Gabrielle Assis (1min09s12) e Jhennifer Conceição (1min09s25) completaram o pódio da prova. Ana Carolina tem chances de ir para Paris pelo revezamento 4x100m medley misto, mas depende de resultados de outras provas da Seletiva Olímpica.

Por fim, nos 400m medley masculino (índice de 4min12s50), Brandonn Almeida e Stephan Steverink travaram uma batalha pela medalha de ouro. Stephan terminou na frente, com um tempo de 4min16s29, enquanto Guilherme Kanzler surpreendeu e completou a prova em 4min20s11. Brandonn ficou em terceiro lugar e levou a medalha de bronze com o tempo de 4min20s77.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.