Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Brasil vence a Holanda por 3 a 1 e mantém invencibilidade na VNL

Brasil vence a Holanda por 3 a 1, engata a sexta vitória seguida e reassume a liderança provisória da VNL

Olimpíada Todo Dia

Olimpíada Todo Dia|Do R7

O Brasil derrotou a Holanda por 3 sets a 1 (25/17, 20/25, 25/20 e 25/18), na manhã desta quinta-feira (30), em Macau, na China, e chegou ao sexto triunfo consecutivo na Liga das Nações de vôlei feminino. A equipe fez um primeiro set dominante, teve um apagão na segunda parcial e voltou a crescer nos dois sets seguintes. Com o resultado, a seleção volta a liderar a competição, ainda que de forma provisória.

Pela primeira vez nesta VNL, Zé Roberto repetiu a equipe titular em duas partidas seguidas: Gabi, Diana, Roberta, Ana Cristina, Carol, Rosamaria e Nyeme (L) começaram jogando contra as europeias. Assim como aconteceu contra o Japão, Thaisa entrou em quadra em um momento de instabilidade do Brasil - no segundo set - e não saiu mais do jogo, sendo essencial para mais uma vitória.

Thaisa sacando contra a Holanda na VNL

Ana Cristina foi mais uma vez muito acionada e foi a maior pontuadora da partida, com 19 pontos, sendo 17 de ataque. Gabi apareceu na sequência com 15 pontos, enquanto Thaisa anotou 11, sendo sete de ataque, três de bloqueio e um de saque. Carol e Rosamaria fizeram dez pontos, enquanto Roberta marcou cinco, sendo dois de saque. Pela Holanda, Knollema fez 16 pontos, enquanto Dambrink anotou 14.

Situação na VNL

Publicidade

O Brasil chegou à sexta vitória consecutiva na Liga das Nações de vôlei feminino. A equipe tem 17 pontos e aparece na primeira colocação da classificação, mas tem um jogo a mais do que a Polônia, que possui 15 pontos somados. A seleção brasileira tem sua vaga para a fase final da VNL bem encaminhada - as sete primeiras colocadas, além da Tailândia, se classificam.

Carol executando movimento de ataque contra bloqueio da Holanda na VNL

O próximo compromisso da seleção comandada por José Roberto Guimarães será na madrugada deste sábado (1º), às 01h30 (horário de Brasília), contra a Itália, seleção que ainda busca sua classificação para os Jogos Olímpicos de Paris-2024. O Brasil fechará a segunda etapa contra a Tailândia, no domingo (02), às 05h. Depois, a equipe partirá para Hong Kong para a última semana da primeira fase.

Publicidade

Início bom, mas segundo set ruim

O Brasil fez um primeiro set dominante. Contando com ataques eficazes e com muitos erros da Holanda, a seleção brasileira abriu vantagem logo e rapidamente abriu 7/2. Rosamaria, Ana Cristina, Gabi e Carol foram muito bem nas viradas de bola e, mesmo que a seleção holandesa parasse de errar, o Brasil consolidou cada vez mais a diferença no placar até fechar em 25/17.

Publicidade

A segunda parcial foi totalmente diferente da primeira. O Brasil voltou com muitos erros de recepção e de ataque e viu o set se escapar já no início. A Holanda abriu 4/2 e, depois disso, a rede brasileira empacou, o que fez com que a seleção europeia marcasse oito pontos seguidos. Durante o momento de apagão, Zé colocou Thaisa, Kisy e Macris em quadra.

Roberta vibra e ergue o braço com a camisa da seleção brasileira de vôlei feminino

O Brasil até voltou a trocar pontos com a Holanda, mas não conseguiu diminuir a diferença do placar. Foi somente no retorno de Rosamaria à quadra que o cenário mudou. O Brasil perdia por 21/11 quando a ponteira/oposta foi para a linha do saque e fez uma ótima passagem. A seleção anotou sete pontos seguidos e voltou para o set, mas não conseguiu a virada, perdendo por 25/20.

Os sets finais

O terceiro set começou com bastante equilíbrio. Thaisa seguiu em quadra e as duas equipes trocaram pontos, se alternando na liderança do placar. A Holanda chegou a ter 7/5, mas o Brasil engatou quatro pontos seguidos, contando com fortes bloqueios, e assumiu a ponta com dois pontos de frente em 9/7. A partir daí, a seleção não deixou mais a liderança do placar e administrou a vantagem até fechar em 25/20.

A quarta parcial começou com dois pontos de bloqueio de Thaisa. A Holanda não deixou que o Brasil desgarrasse no começo, mas a seleção brasileira desgarrou após o 7/7. Contando com uma boa defesa e seguindo com bloqueio firmes, o Brasil deslanchou no placar e conquistou a vitória na parcial por 25/18, fechando o duelo.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.