Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Beatriz Ferreira revela bastidores de Tóquio e projeta Paris

Beatriz Ferreira e Mateus Alves revelam os bastidores da derrota dolorida em Tóquio e como Bia se fortaleceu para buscar o ouro em...

Olimpíada Todo Dia

Olimpíada Todo Dia|Do R7

Após perder a final do boxe em Tóquio-2020 e conquistar a medalha de prata, Beatriz Ferreira vai até a câmera da transmissão da tv e diz: "Desculpa, pai. Desculpa, Brasil". Ela estava triste por não ter ganho a sonhada mãe de todas, como ela chamada a medalha de ouro olímpica. Em entrevista ao Sem Limites, talk show do Olimpíada Todo Dia, ela e o técnico Mateus Alves relembraram tudo o que aconteceu nos bastidores após aquela dolorida derrota e também como tudo o que aconteceu serviu para fortalecer a boxeadora a seguir firme no sonho para conquistar o ouro em Paris-2024.

"A prata dói mais do que o bronze. Eu acreditei até o final. Então, na hora ali, foram cinco anos, né? É muito rápido. O que que eu deixei de fazer? Na hora, você é medalhista, tem que estar feliz, você está ali num final olímpica, mas você quer ser campeã. Eu queria ser campeã. Eu estava pronta para ser campeã, mas escapou. Na hora eu fiquei muito triste. Eu só quis me desculpar e isso me incentivou a estar classificada hoje e a buscar mãe de todas dourada", relembra Beatriz Ferreira, que releva, entretanto, que Mateus Alves foi fundamental para que o espírito dela mudasse na hora de subir no pódio e colocar a prata no peito. "Ele me acalmou".

bia-ferreira-final-saida-jogos-olimpicos-toquio-edit

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.