Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Tiger Woods é acusado de assédio sexual pela ex-namorada

Mulher já havia acusado o golfista de armar plano para expulsá-la de casa

Lance|

Lenda do golfe, Tiger Woods está sendo acusado de assédio sexual pela ex-namorada, Erica Herman. Os dois começaram a se relacionar quando Herman ainda trabalhava em um restaurante do atleta. Segundo documento apresentado pela defesa da mulher em um tribunal na Flórida, nos Estados Unidos, ela foi ameaçada de demissão caso não assinasse um acordo de confidencialidade sobre o relacionamento sexual com o chefe.

- De acordo com a representação dos eventos pelo próprio senhor Woods, ele impôs um acordo de confidencialidade a ela como condição para manter seu emprego quando ela começou a ter um relacionamento sexual com ele. Quando um chefe impõe condições de trabalho diferentes a seu empregado por causa de sua relação sexual, isso é assédio sexual - afirmou o advogado de Erica Herman.

+ Bahia entra na lista: saiba quais são os clubes do Grupo City pelo mundo

Essa não é a primeira acusação da ex-namorada contra Woods. De acordo com Herman, quando os dois terminaram o relacionamento de seis anos, no final de 2022, ela foi expulsa da casa onde morava com o golfista. O golfista teria levado a ex a acreditar que iria sair de férias, levando-a até o aeroporto e impedindo-a de retornar à residência. Herman pede uma indenização de 30 milhões de dólares (cerca de R$148 milhões na cotação atual) como compensação pela situação.

Atualmente, o golfista ainda vive na mesma residência com os dois filhos, Charlie e Sam, frutos de relacionamento anterior com a modelo sueca Elin Nordegren.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.