Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Técnico do Bahia faz crítica a Gabigol sobre lance da expulsão de Kanu

Renato Paiva falou que atacante fez algo que 'não fica bonito'

Lance|

Em um intervalo de três minutos, mais precisamente entre os 29 e os 31 minutos do segundo tempo, o Bahia viu suas chances de empatar o jogo que terminou 3 a 2 contra o Flamengo diminuírem bastante após as expulsões de Rezende e Kanu.

Especificamente sobre o lance que rendeu cartão vermelho a Kanu que envolveu uma dividida com Gabigol, o técnico Renato Paiva foi crítico ao comportamento do atacante do Flamengo. Chegando a dizer, inclusive, que esse tipo de atitude denota falta de fair play que é agravado pela visibilidade do jogador flamenguista.

- Nos meus 23 anos de carreira, nunca falei de arbitragem. É uma profissão muito difícil. Hoje temos o VAR, verdade. Mas também é verdade que o VAR não pode interferir no lance do Kanu. A única coisa que, de fato... Nós falamos de fairplay. Um jogador como Gabigol, referência no Brasil, simular uma pancada na cara quando a pancada é no braço, fico assim, porque, se um dia um jogador do Bahia fizer isso... É meu jogador e posso dizer. Para o Brasil inteiro, não fica bonito. Expulsa um colega do campo.

Apesar do tom crítico, Paiva também fez ponderações onde deu a entender que, apesar de impactante, foram outros erros cometidos por sua equipe que pesaram no revés deste sábado (13).

Publicidade

>Todos os jogos do Brasileirão você encontra no Prime Video. Assine já e acompanhe o seu time do coração!

- Kanu é imprudente porque abre o braço. Quando se fala em justiça, jogar o jogo... Chamam de manha. Eu não gosto de ver. Mas não vou falar do árbitro. Tenho minha opinião, guardo para mim. Poderia estar aqui falando dos árbitros. Mas também tivemos erros nas bolas paradas, que nos custaram os gols. Como vou falar do árbitro? Respeito muito, porque é muito difícil. Fico com a reação da equipe, com o que a equipe jogou, 11 contra 11, contra 10 e contra nove. Com estes jogadores que nos enchem de orgulho. Continuar a trabalhar e buscar os três pontos contra o Goiás - indicou o treinador lusitano.

Vindo de duas derrotas com larga dianteira no Brasileirão (Santos e Flamengo), o próximo desafio do Esquadrão será válido pela Copa do Brasil. Na quarta-feira (17), a equipe abre sua disputa nas oitavas de final em nova visita ao Santos.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.