Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Sampaio Corrêa, com lindo gol, ganha do Figueirense em São Luis

Lateral-esquerdo Julinho foi o responsável pela "pintura" em cobrança de falta de excelente execução

Lance

Lance|Do R7


Lance
Lance

A inspiração de Julinho (e boas defesas de Andrey) foram o suficiente para dar a vitória ao Sampaio Corrêa diante do Figueirense no estádio Castelão pela Série B. Graças a esse resultado, o Tubarão maranhense abre três unidades de vantagem para o lanterna, Boa Esporte, mas segue na 19ª posição com 29 pontos. O Figueirense é o nono colocado com 40 pontos e deixa de se aproximar do G4.

Chegou pouco, mas quando chegou...

A partida estava bastante "enroscada" no sentido de chances claras de gol, já que as equipes encontravam dificuldades de chutar. Porém, aos 27 minutos, o lateral-esquerdo Julinho tratou de resolver essa situação com uma excelente cobrança de falta que foi fugindo do alcance de Denis e abriu a conta no Castelão para a Bolívia Querida.

A única digna de nota

Publicidade

Apesar de ter começado com marcação à frente, tentando dificultar a saída de bola do Sampaio, faltava a capacidade do Figueira em conseguir traduzir seus lances em finalizações. A única que realmente foi bem convertida nesse sentido foi quando Henan recebeu em boas condições dentro da grande área, limpou muito bem a marcação e não deixou tudo igual porque Andrey, com a perna, fez uma ótima defesa.

Tubarão aperta e para na trave

Publicidade

Mais ativo do que na etapa inicial, o Sampaio Corrêa aos 12 minutos passou bem perto de construir uma vantagem ainda maior na capital maranhense. Depois de Fernando Sobral realizar a cobrança de escanteio, a bola explode na trave de Denis e retrata bem a força de ataque da Bolívia Querida.

Figueira melhora, mas faltou o gol

Publicidade

Com Maikon Leite e João Paulo o time de Santa Catarina esteve muito perto de chegar a igualdade em São Luis, mas o problema de pontaria ficou bastante explícito. Enquanto o atacante bateu incrivelmente por sobre o gol estand na pequena área, o meia arriscou de longe e obrigou Andrey a fazer uma providencial intervenção.

Loucura total

Enquanto se atirava de qualquer maneira ao ataque, o Figueirense dava espaços imensos na sua retaguarda para o contra-ataque dos anfitriões que, em pelo menos três oportunidades, teve com clareza a bola nos pés para fazer o segundo da Bolívia Querida. E, mesmo desperdiçando, o apito final decretou o triunfo vital do Sampaio Corrêa.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.