Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Payet do Vasco: números indicam que novo camisa 10 pode aumentar o patamar do time

Meia jogou pouco na última temporada, mas na anterior brilhou bastante, mesmo com 35 anos

Lance

Lance|Do R7


Lance
Payet é o novo camisa 10 do Vasco e vai assinar contrato até 2025 (Daniel Ramalho/Vasco)

Depois de muitas negociações frustradas, o Vasco enfim tem o seu camisa 10, o francês Dimitri Payet. O meia foi recepcionado por milhares de torcedores que fizeram uma grande festa no Aeroporto do Galeão. Tratado como craque, o jogador reacendeu a esperança e tem a missão de liderar o time na luta contra o rebaixamento.

Qualidade técnica Payet tem de sobra, mas os 36 anos de idade causam uma certa desconfiança aos mais pessimistas. De fato o objetivo não será simples. O Vasco precisa tirar uma diferença de cinco pontos para o Bahia, primeiro fora da zona de rebaixamento, tendo 20 rodadas em disputa, mas os números recentes do meia indicam que ele vai conseguir dar conta do recado.

+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Lance! analisou as últimas três temporadas de Payet pelo Olympique de Marseille. Ao todo foram 114 jogos, 86 como titular, 30 gols, 26 assistências.

Publicidade

2022/23 - Pouco brilho

Em sua última temporada, Payet pouco jogou em relação aos outros anos. Foram 27 jogos, apenas 11 como titular. O jogador atuou predominantemente pelo lado esquerdo do meio-campo, porém mais longe da área, o que dificultou o seu jogo. Mesmo assim, marcou quatro gols e deu três assistências.

Publicidade

2021/22 - Grande temporada

Sob o comando do técnico Jorge Sampaoli, Payet conseguiu ter grande destaque e produziu números expressivos, mesmo com 35 anos. Foram 46 jogos, 41 como titular, com 16 gols e 13 assistências. Nesta temporada, o meia jogou centralizado e com liberdade para flutuar pelos dois lados do campo, o que potencializou o seu talento para dar passes e finalizar de fora da área, balançando a rede quatro vezes em chutes de longa distância.

2020/21 - Bons números

Neste ano, Payet atuou mais como um ponta-esquerda, tendo mais atribuições defensivas. Conseguiu desempenhar bem a função sendo titular em 34 jogos dos 41 que fez. Mesmo longe da área, conseguiu marcar 10 gols e dar 10 assistências.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.