Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Morre Pampa, campeão olímpico de vôlei pelo Brasil, aos 59 anos

O atleta particpou das Olimpíadas de Seul em 1988 e Barcelona em 1992

Lance

Lance|Do R7

Campeão olímpico pela Seleção Brasileira de vôlei, André Felippe Falbo Ferreira, ou Pampa - como ficou conhecido, morreu nesta sexta-feira (7), vítima de câncer. O ex-atleta fez parte da equipe que conquistou a medalha de ouro nas Olimpíadas de 1992, em Barcelona.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

O motivo da morte de Pampa foi uma sequência de complicações pulmonares em decorrência da quimioterapia. O ex-jogador estava internado na UTI da Beneficência Portuguesa, em São Paulo, para o tratamento de um linfoma - um câncer no sistema linfático.

O pernambucano de 59 anos participou de duas edições de Jogos Olímpicos. A primeira delas em Seul, 1988, onde perdeu a disputa pela medalha de bronze. Mas quatro anos depois, o jogador contribuiu com suas cortadas potentes para a conquista da medalha de ouro, em Barcelona. A força de seus ataques, inclusive, deram origem ao apelido "Pampa". Em alusão ao coice do cavalo pampa, uma raça muito comum no Brasil. O atleta registrou a cortada mais veloz da história até hoje, com 197km/h, o recorde foi atingido na Liga Mundial de 1995.

Publicidade

Após a aposentadoria, Pampa se dedicou a vida política, mas sempre ligado ao esporte. Entre 2000 e 2002, atuou no Ministério do Esporte, além de ter sido Secretário de Esporte em Suzano (SP), de 2007 a 2010. Três anos depois, em 2013, assumiu a Secretaria de Esportes de Campos (RJ), onde ficou até 2015. Por fim, comandou a Superintendência Estadual de Esportes do Estado de Pernambuco.

Nalbert exalta Pampa, após morte do ex-jogador

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.