Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Gastador na primeira janela, Vasco muda perfil de contratações no mercado

Cruz-Maltino foi o segundo clube que mais gastou na 1ª janela, mas agora foca em reforços sem custos

Lance

Lance|Do R7

Lance
Lance Lance

Menos agressividade e mais cautela nos investimentos. É assim que a diretoria do Vasco vem agindo na segunda janela de transferências da temporada.

Apesar da situação crítica na tabela, o clube adotou uma nova postura na busca por reforços. Ao invés da compra de direitos, o modelo de negócios preferido até o momento é a assinatura com jogadores livres no mercado.

+ Apesar das dívidas, Vasco não teme transfer ban da Fifa

Gastança na primeira janela

Publicidade

A primeira janela de transferências do Vasco com a 777 Partners foi marcada pelo perfil agressivo nas contratações. Ao todo, o clube investiu mais de R$ 100 milhões na aquisição dos direitos econômicos de oito jogadores.

Dos 20 clubes da Série A do Brasileirão, apenas o Flamengo gastou mais que o Vasco na primeira janela (R$ 131 milhões).

Publicidade

Reforços sem custos ou empréstimos

A situação mudou na janela atual. Até o momento, o Vasco anunciou três contratações: o zagueiro Maicon, o volante Medel e o atacante Serginho. O que eles têm em comum? Todos chegaram sem custos ao Cruz-Maltino.

Publicidade

Lucas Pratto, outros alvo do clube atualmente, está livre no mercado e também poderia chegar de graça. Outro modelo de negócio que pode ser explorado é o empréstimo com opção de compra. É assim, por exemplo, que o Vasco busca contratar Franco Fagúndez, do Nacional-URU.

+ Quem é Franco Fagúndez? Conheça meia uruguaio na mira do Vasco

Dívidas e risco de transfer ban

Há uma explicação por trás desta mudança de perfil. Dos oito jogadores adquiridos em definitivo no início do ano, o Vasco tem dívidas em sete negociações, envolvendo cinco clubes e dois empresários. Apesar da situação, o Lance! apurou que o Vasco não se preocupa em sofrer um transfer ban da Fifa.

O Atlético Tucuman e o Nacional já acionaram a entidade, porém a mesma costuma adotar um tom conciliador, evitando dar este tipo de punição logo de imediato. Portanto, o Cruz-Maltino não vê riscos de ficar sem contratar na atual janela de transferências, que fecha no dia 2 de agosto.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.