Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Vítor Pereira elogia desempenho do Flamengo e abre jogo sobre problema na lateral direita

Treinador português celebrou o triunfo do Rubro-Negro sobre o Vasco, que garantiu vantagem na semifinal do Carioca

Futebol|

Lance
Lance Lance

A vitória sobre o Vasco por 3 a 2, nesta segunda-feira, deu a vantagem ao Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca. Apesar dos altos e baixos, Vítor Pereira conseguiu seu primeiro triunfo em clássicos pelo Rubro-Negro. Após a partida, o português elogiou o desempenho dos jogadores e abriu o jogo sobre os problemas na lateral direita.

+ Fabrício Bruno celebra bom momento no Flamengo e defende Vítor Pereira: 'Trabalha muito'

Durante a partida, o treinador teve que lançar Matheus França na posição, por conta da lesão de Matheuzinho. Substituto natural do garoto do Ninho, Varela também ficou de fora do confronto por conta de uma lesão no púbis.

- O que representa é que estamos a ganhar 3 a 2. A diferença de um gol, resultado que nos deixa em estado concentrado e ficado para nos prepararmos bem para o próximo jogo. É um grupo muito unido, isso pra mim já é muito gratificante. Todos sofrem uns pelos outros, entram para lutar.Os quatro últimos jogos do Flamengo são jogos que não vi adversário nenhum melhor do que nos, incluindo o Vasco. Nos propusemos o jogo, eles fizeram gols no lateral e contra-ataque. Temos que acreditar no que estamos fazendo e seguir em frente - disse, antes de completar:

Publicidade

- O Matheuzinho teve um trauma forte na tíbia, vai fazer raio-X. O Varela tá com um problema muscular no púbis, já vinha de trás. Vamos ter uns dias para encontrar uma solução. O França foi por azar nosso, poderíamos ter passado o Cebola para o lado direito, mas não foi possível porque já tínhamos tirado o Ayrton. O França está com a mentalidade certa, está mais agressivo, com espírito de ajudar a equipe - analisou.

+ Veja a tabela do Campeonato Carioca

Publicidade

Flamengo e Vasco voltam a campo neste domingo, às 18h (de Brasília), para definir a classificação para a final do Estadual. O Rubro-Negro pode até empatar que, mesmo assim, garante vaga na decisão. No entanto, qualquer derrota coloca o Cruz-maltino na próxima fase.

VEJA OUTROS PONTOS ABORDADOS NA COLETIVA

Publicidade

Estilo de jogo do Vasco

- O Vasco nos criou alguns problemas porque eles tem um atacante muito alto, que briga pela primeira bola. Nos lançamentos laterais eles apostam bem e permitimos os gols, vamos corrigir com trabalho. Isso é o trabalho de uma equipe, evolução de uma equipe que precisa de resultados para ganhar confiança. Entramos para dominar, por isso fiquei muito satisfeito.

Favoritismo?

- O favoritismo é na teoria, ele tem que se provar dentro do campo. Nós não vamos entrar para empatar, vamos entrar para pressionar, ter a bola e corrigir alguns aspectos. O Vasco é bem treinado, com bons jogadores, mas vamos com a intenção de impor nosso jogo.

Três zagueiros

- Os três zagueiros não serão todos os jogos. As características, pelo fato do Vasco ser uma equipe forte fisicamente e boa nas bolas paradas. Tudo depende do adversário, daquilo que nós pretendemos para o jogo. Este grupo está unido, unido com a equipe técnica, com um compromisso grande, acreditando naquilo que estamos a trabalhar. É tudo uma questão de tempo e resultados para nos tornarmos uma equipe muito difícil de se bater.

Críticas e pressão

- Quando assumimos essa profissão, sabemos que seremos criticados. Nem todo mundo gosta do mesmo. Os jogadores que jogam por dentro tem liberdade para jogar como quiserem, podem trocar porque é isso mesmo que quero. Mas precisamos de jogadores de ataquem o espaço e são os que jogam pelas laterais. É essa largura total na qualidade dos jogadores que fazem o jogo rodar. Quantas chances temos criado? E os adversários? Eles tem criado muito menos. A resposta que posso dar é essa.

Escalações vazadas

- Vamos ter que solucionar de alguma forma. Essa escalação que sai é algo que beneficia o adversário. Não sei como a informação é obtida, mas vamos perceber como. Tenho que trabalhar estrategicamente independente da escalação sair ou não. Mas de fato incomoda, porque da a vantagem ao adversário.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.