Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Técnico do Napoli, Spalletti critica arbitragem por expulsão de Anguissa: 'Injusto'

Camaronês foi expulso no duelo contra o Milan, no San Siro, nesta quarta, pela Champions

Futebol|Do R7

Lance
Lance Treinador do Napoli não gostou da arbitragem da partida diante do Milan (Foto: GABRIEL BOUYS / AFP)

Sensação do futebol europeu na temporada 2022/23, o Napoli foi derrotado pelo Milan por 1 a 0, nesta quarta-feira, no jogo de ida das quartas de final da Uefa Champions League, no San Siro, com gol de Bennacer. O técnico da equipe napolitana, Luciano Spalletti, criticou a arbitragem da partida, liderada pelo romeno István Kovács, por conta da expulsão do meia Anguissa.

Spalletti ressaltou que Rafael Leão, do Milan, não foi advertido por ter chutado a bandeirinha de escanteio, ainda na primeira etapa. O jogo ficou paralisado e o treinador do Napoli não gostou nem um pouco da atitude do atacante português.

- É injusto não ter Anguissa em Nápoles. E quem quebra as bandeiras? Vamos falar do Rafael Leão também? Temos que dizer às crianças que a bandeira pode ser destruída... Foi um comportamento antidesportivo - declarou Spalletti.

- Já que estamos falando de gestos marcantes, por que não falamos da bandeira que Rafael Leão chutou? Então você pode chutar tudo pelo campo? Agora vamos falar para as crianças que você pode fazer coisas assim porque não acontece nada mesmo? É um gesto antidesportivo. Sobre os cartões, eu teria gostado de um cartão amarelo para Krunic, que cometeu uma falta pior do que Zielinski, que recebeu o cartão amarelo. Mas não quero falar dos árbitros - pontuou o técnico do Napoli.

Publicidade

+ Na mira do Flamengo, Sampaoli é criticado por ex-jogador: 'Só mais um'

Desfalcado do atacante Osimhen, o Napoli não terá Anguissa e o zagueiro Kim Min-Jae para o jogo da volta em Nápoles. O Napoli terá de reverter o resultado da ida em Milão na próxima terça-feira, às 16h (de Brasília), no Estádio Diego Armando Maradona, para conseguir uma classificação histórica para a semifinal da Uefa Champions League.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.