Futebol João Paulo condena invasão e pede punição aos torcedores do Santos

João Paulo condena invasão e pede punição aos torcedores do Santos

Torcida invadiu o gramado no fim do jogo e correu para cima dos atletas corintianos

Lance
Lance

Lance

Lance

O Santos venceu o Corinthians por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, mas mesmo assim acabou eliminado da Copa do Brasil. No agregado, o jogo terminou 4 a 1 para a equipe da Capital. Mas a partida não acabou nos 90 minutos.

+ ATUAÇÕES: Marcos Leonardo se destaca em vitória magra do Santos sobre o Corinthians; veja as notas do Peixe

Com o encerramento do confronto, alguns rojões foram atirados em campo. O goleiro Cássio, do Corinthians, chegou aplaudir ironicamente a atitude dos torcedores. Pouco depois, um torcedor atravessou a segurança da Vila e tentou acertar um chute no arqueiro. Depois outros torcedores invadiram o gramado.

João Paulo, capitão do Peixe, pediu punição pelo ato.

- Assim como nós somos cobrados, esses torcedores também precisam ser. Um torcedor que preza pelo clube, que ama, jamais pode fazer algo para prejudicar a instituição. A gente não compactua com nenhum tipo de violência. Quem sai prejudicado é o Santos. Alguns torcedores tiveram esses atos no fim do jogo e não estão com razão. Não estamos aqui para passar a mão na cabeça de ninguém - disse o goleiro.

O Santos pode ser prejudicado por causa dessa invasão, perdendo mando de campo ou jogando com portões fechados. Recentemente, a Conmebol aplicou uma advertência e uma multa de US$ 30 mil (cerca de R$ 150 mil) ao Santos pela invasão de campo por torcedores após o final do jogo diante do Unión La Calera (Chile), na Vila Belmiro, ainda pela fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Últimas