Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Grêmio vence o Atlético-MG, mas não evita rebaixamento à Série B

O time gaúcho fez sua parte, mas a vitória do Juventude sobre o Corinthians decretou a queda do Tricolor para a segunda divisão

Futebol|Do R7


Lance
Lance

O Grêmio fez sua parte e venceu o campeão Atlético-MG na última rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe gaúcha goleou o Galo por 4 a 3, gols de Diego Souza, duas vezes, Douglas Costa e Campaz para o Tricolor, com Vargas, Hyoran e Dodô anotando os tentos atleticanos. O time gaúcho terminou na 17ª posição, com 43 pontos, três a menos do que o Juventude, que ficou em 16º, marcando 46 pontos ao fim da competição.

Mas o resultado não foi suficiente para evitar o terceiro rebaixamento gremista à Série B. O time gaúcho fez grande jogo diante do alvinegro, mas como não dependia apenas de suas forças , está de volta à segunda divisão nacional. O Tricolor caiu em 1991, 2004 e agora em 2021.

O Galo, em fim de “festa” pelo título, foi com um rime reserva e teve uma noite de futebol ruim, apesar de contar com nomes que sempre estão no time titular, como Vargas e Savarino, a equipe de Cuca teve desempenho ruim. Mas, nada que ofusque a bela campanha do bicampeão nacional.

A mesma coisa não pode se dizer do Grêmio, que caiu pela terceira vez com um time caro, badalado, mas que não entregou nem perto do que o seu torcedor imaginava. O torcedor fez sua parte, esteve em bom número. O Grêmio dependia de derrotas do Juventude e do Bahia. O time baiano “cumpriu” parte do plano, mas o rival estadual, venceu o Corinthians, decretando a queda tricolor.

Publicidade

Desesperado e eficiente

Com 20 minutos do primeiro tempo, o Grêmio fez 3 a 0 no Galo, que levou um time reserva, mas longe de ser fraco, pois contava com nomes do quilate de Vargas, Sasha, Savarino, Tchê Tchê, todos sempre atuantes na equipe titular. Mas, o desespero gremista deixou o time gaúcho acesso, indo pra cima e não dando tempo do Atlético respirada.

Publicidade

Notícias externas chegam ao campo e Galo se aproveita

O gol do Bahia diante do Fortaleza e o empate que seguia entre Juventude e Corinthians, deixaram o Tricolor abalado e o alvinegro, campeão brasileiro, foi pra cima e marcou dois gols antes dos 35 minutos, com Dodô e Vargas. O Grêmio teve de ficar de olho na sua própria defesa, para manter o resultado, e ainda “secar” os rivais para não ser rebaixado.

Publicidade

Mostrou a camisa, mas falhou nos momentos decisivos

Douglas Costa polemizou com o Grêmio durante a semana apagou postagens, mas tentou “limpar a barra” com o torcedor mostrando a camisa, demonstrando amor depois de marcar o quarto gol do time gaúcho.

Rafael “chama gol”?

O goleiro do Galo não conseguiu nem encostar na bola em nenhum dos gols gremistas. Logo, vieram as brincadeiras dos torcedores do Galo e dos rivais, chamando o arqueiro alvinegro de “chama gol”, poisa bola vai na meta e entra.

O Grêmio sabe que errou e jogar bem no final não foi suficiente

A equipe de Vagner Mancini não soube pontuar em momentos chave do campeonato. A queda não aconteceu diante do Galo, mas na bagunça que virou a equipe. Não faltou dinheiro, nomes fortes. Só não teve um time capaz de honrar as glórias do Tricolor.

Galo em ritmo de festa, mas ficou devendo

O Atlético-MG não levava quatro gols em um jogo do Brasileirão desde o confronto com o próprio Grêmio, em outubro de 2019, quando levou 4 a1 do Tricolor em partida válida pela 25ª rodada do Brasileirão daquele ano.

Ironias do destino: Mancini trocou um trabalho sólido por uma aventura incerta

Não é comparar o tamanho do Grêmio com o América-MG, mas o trabalho de Vagner Mancini no Coelho era promissor, com chances reais de ficar na Série A e ainda de entrar numa copa sul americana e ficar na história americana. Ele preferiu o lado financeiro em uma aventura complexa, em um elenco mal resolvido, com nomes famosos, porém, que não renderam muito na campeonato.

Agenda do Galo

No domingo, 12 de dezembro, o Atlético-MG inicia a decisão da Copa do Brasil contra o Athletico-PR, no Mineirão, às 17h30. O duelo de volta será quarta-feira, 15, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

GRÊMIO 4 X 3 ATLÉTICO-MG

Data: 9 de dezembro 2021

Horário: 21h(de Brasília)

Local: Arena do Grêmio, `Porto Alegre (RS)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Daniel Luis Marques (ambos de SP)

VAR: Wagner Reway (PB)

Gols: Diego Souza, aos 5’-1ºT(1-0), Campaz, aos 10’-1ºT(2-0), Diego Souza, aos 19’-1ºT(3-0), Dodô, aos 25’-1ºT(3-1), Vargas, aos 34’-1ºT(3-2), Douglas Costa, aos 13’-2ºT(4-2), Hyoran, aos 45’-2ºT(4-3)

Cartões amarelos: Douglas Costa(GRE), Thiago Santos (GRE), Diogo Barbosa (GRE)

Cartões vermelhos:

Público Pagante: 27.439- Público presente: 33 577

Renda: R$ 1 061 832,00

GRÊMIO (Técnico: Vagner Mancini)

Gabriel Grando; Rafinha, Ruan, Rodrigues e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Lucas Silva, Douglas Costa, Campaz (Jhonata Robert, aos 29’-2ºT) e Ferreira; Diego Souza (Borja, aos 29’-2ºT).

ATLÉTICO-MG (Técnico: CUCA)

Rafael; Guga, Micael, Nathan Silva e Dodô; Tchê Tchê (Neto, aos 32’-2ºT), Calebe (Alan Franco, aos 32’-2ºT), Dylan Borrero (Hyoran, aos 22’-2ºT); Eduardo Sasha (Felipe Felício, aos 22’-2ºT), Vargas e Savarino (Savinho, aos 42’-2ºT)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.